Vacinação contra a gripe continua até 1º de junho

Até o dia 14 de maio foram aplicadas em São Pedro 3.011 doses da vacina contra a gripe. A faixa mais atendida é a de idosos: 47,27%do total. O número maior de pessoas foi atendido no último sábado, Dia D da Vacinação em todo o país. A vacinação continua até o dia 1º de junho de segunda a sexta-feira na Umis e UBSs São Dimas e Dorothea das 7h30 às 12h e das 13h às 15h30. Responsável pela Vigilância Epidemiológica em São Pedro, Gislene Nicolau, destaca a importância, especialmente da população mais vulnerável, receber a dose. “A vacinação é considerado o método mais eficaz de evitar a doença que pode causar muitas complicações”, disse. QUEM PODE TOMAR A VACINA – A vacina contra a gripe é destinada aos chamados grupos de risco, formado por pessoas mais vulneráveis aos efeitos da doença e os que mais sofrem com seus sintomas e desdobramentos. Podem receber a dose profissionais da saúde, pessoas com 60 anos ou mais e indígenas; crianças entre 6 meses e menores de 5 anos; gestantes e puérperas; pacientes com comorbidades (doenças crônicas, como diabetes, asma e artrite reumatoide indivíduos imunossuprimidos, como pacientes com câncer que fazem quimioterapia e radioterapia); professores da rede pública e particular e os privados de liberdade. A Secretaria de Saúde avisa que os doentes crônicos devem apresentar recomendação médica para receber a dose de vacina. A vacina dada na rede pública é a trivalente, contra as gripes A (H1N1), A (H3N2) e um tipo da B. MITOS - Há muitos mitos que cercam a vacinação contra a gripe, como o que indica que a dose provocaria a doença. “A vacina não provoca gripe em quem tomar a dose, já que é composta apenas de fragmentos do vírus que causam a devida proteção, mas são incapazes de causar a doença”, explica a diretora de Imunização da Secretaria Estadual da Saúde, Helena Sato. Diferente do que muitos acreditam, a vacina não faz mal para o bebê em casos de gestantes, mas, pelo contrário, o bebê fica protegido quando a mãe é vacinada. A melhor e mais segura forma de proteção é a vacina, mas existem outras formas de proteção, como lavar e higienizar as mãos com frequência; não compartilhar objetos de uso pessoal, como talher, copo e garrafa; evitar tocar mucosas do olho, nariz e boca; ter boa alimentação e beber bastante líquido; evitar contato com pessoas que estejam com sintomas da gripe; manter a casa bem arejada.
  • Publicar no Facebook
  • Publique um Tweet no Twitter
  • Enviar por e-mail
  • Copiar URL curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
VLibras botão
Acessibilidade com Libras

VLibras

O conteúdo da Prefeitura de São Pedro pode ser traduzido para a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) através da plataforma VLibras.

Clique aqui (ou acesse diretamente no endereço - http://www.vlibras.gov.br/) e utilize a plataforma.