UPA: Representante do Ministério da Saúde inspeciona unidade

imagemG_3507_2621 imagemG_3508_2621 imagemG_3509_2621 No último dia 11, um representante do Ministério da Saúde esteve em São Pedro para inspecionar a UPA (Unidade de Pronto Atendimento), que foi inaugurada pela administração passada no último dia 21 de dezembro. Durante a visita, Láercio Ribeiro Gonçalves, da Coordenação Geral da Urgência e Emergência do Departamento de Atenção Especializada do Ministério da Saúde, constatou que, além de inacabada, a obra que custou cerca de R$ 2 milhões ao governo federal está com a sala de raio X sem reboque, parte elétrica exposta e sem conclusão, falhas na pintura e até parte do forro de alguns cômodos desabaram por conta das diversas infiltrações. “Soubemos do evento de inauguração no mês de dezembro. Como imaginamos que a obra estava concluída e já poderia estar em funcionamento, decidimos vir pessoalmente conferir a construção e buscar informações sobre o atendimento”, declarou Gonçalves. Acompanhado pela secretária de Saúde, Miriam de Souza Silva, o coordenador de Atenção Báscica, Carlos Borges, o coordenador de Obras e Serviços Públicos, Caio Piedade, e o engenheiro de Obras, Benedito Donizeti Souza, Gonçalves fez várias imagens e anotações do que encontrou no espaço. “Não há muito o que dizer neste momento. O certo é que encontrei uma obra que já teve sua inauguração anunciada, inclusive pela própria mídia local e da região, que não foi finalizada e já se encontrada com problemas de infiltrações”. A primeira UPA de São Pedro foi orçada inicialmente pelo valor de R$ 1,67 milhão, mas, durante os serviços, a empresa solicitou o aditamento de mais R$ 415 mil. No final, o custo, que também deveria incluir a compra dos equipamentos, chegou a R$ 2,09 milhões. Segundo o coordenador de Obras, a atual administração estima que serão necessários mais R$ 200 mil para conclusão da obra e cerca de R$ 700 mil para aquisição de equipamentos básicos. ”É importante que a população saiba, principalmente aqueles que estão cobrando a abertura da UPA, que todo dinheiro da obra e da compra dos equipamentos já foi gasto. O Jurídico da Prefeitura notificou a empresa, que apresentou defesa, e poderá ser multada por não ter concluído a obra”, explicou Caio Piedade, ao ressaltar que, se houver a multa, o valor deverá ser usado para conclusão dos serviços. Em conversa com o prefeito Helinho Zanatta, o representante do Ministério da Saúde sugeriu uma visita pessoalmente à Brasília para conversar com o diretor da Coordenação Geral da Urgência e Emergência do Departamento de Atenção Especializada. “Temos que pensar na população e tentar resolver o problema. Eu mesmo já vou adiantar o que encontrei”. A secretária de Saúde e o prefeito Helinho Zanatta já entraram em contato com o departamento do Ministério da Saúde e aguardam retorno para agendar a visita. “Vamos montar uma equipe de trabalho, junto com funcionários dos departamentos Jurídico e de Obras, para buscarmos as possíveis soluções e fazer com que a obra seja finalizada e a UPA comece a funcionar o mais breve possível”, declarou o prefeito.

Publicado em: 24/03/2013 16:32

  • Publicar no Facebook
  • Publique um Tweet no Twitter
  • Enviar por e-mail
  • Copiar URL curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
VLibras botão
Acessibilidade com Libras

VLibras

O conteúdo da Prefeitura de São Pedro pode ser traduzido para a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) através da plataforma VLibras.

Clique aqui (ou acesse diretamente no endereço - http://www.vlibras.gov.br/) e utilize a plataforma.