UBS da Nova São Pedro II está 90% concluída

Obra prevista na descentralização da saúde municipal tem previsão de inauguração no primeiro semestre, outras duas UBSs estão programadas: nos bairros Primavera e Residencial São Pedro

A construção da UBS (Unidade Básica de Saúde) Benedita Olina Ferreira, no bairro Nova São Pedro II está 90% concluída. A construção da sexta unidade básica de saúde do município segue o planejamento o planejamento estratégico da gestão do prefeito Helinho Zanatta e as ações previstas na Agenda 2025, que incluem também a construção de outras duas unidades: nos bairros Jardim Primavera, cujas obras estão 40% concluídas, e no Residencial Jardim São Pedro - obra que está em licitação. Nas obras em andamento, o investimento é de aproximadamente R$ 1,6 milhão.

A descentralização é também um apontamento das Conferências Municipais de Saúde e medida recomendada pelo SUS (Serviço Único de Saúde). As novas unidades terão consultórios médicos e odontológicos, sala de curativos, de vacinas, sala de esterilização, inalação além de sala de atividades coletivas, recepção e espera.

Com a construção destas unidades, São Pedro passará a ter oito unidades básicas de saúde, além de especializadas, como a Umis (Unidade Mista e Integrada de Saúde), CER (Centro Especializado em Reabilitação) e o Caps (Centro de Atenção Psicosocial). Ao todo, serão mais de 20 bairros atendidos.

As obras e ações programadas pela administração Helinho Zanatta para os próximos dois anos foram apresentadas à sociedade em evento realizado em fevereiro, com lideranças de vários segmentos, representantes do comércio, indústria e serviços.

ATENÇÃO BÁSICA REFORÇADA – A construção de UBSs fortalece a atenção básica na saúde e estas ações têm resultados práticos como os dados do último quadrimestre de 2018: as internações sensíveis à atenção básica - aquelas ligadas à hipertensão, diabetes, diarreia, anemia e outras – caíram de maneira significativa nos últimos 4 anos. O número passou de 537 em 2014 para 144 em 2018, queda de 73,19%.

Em 2018, a atenção básica recebeu R$ 11,2 milhões em investimento e assistência hospitalar, R$ 20,2 milhões. Outros R$ 832,7 mil foram destinados a ações de suporte profilático e terapia, Vigilância Sanitária, Vigilância Epidemiológica e alimentação e nutrição, totalizando investimentos de R$ 32,3 milhões, valor que representa 30,8% da receita própria, o dobro do que determina a legislação.

Na atenção básica, um dos principais reforços foi o aumento dos PSFs (Programa Saúde da Família), hoje presentes nas unidades dos bairros São Dimas, Alpes, Bela São Pedro, Dorothea e Santo Antonio. Só entre os meses de setembro e dezembro do ano passado, foram feitas nestas unidades e na Umis, que além de clínica médica, pediatria e ginecologia também atende 

  • Publicar no Facebook
  • Publique um Tweet no Twitter
  • Enviar por e-mail
  • Copiar URL curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
VLibras botão
Acessibilidade com Libras

VLibras

O conteúdo da Prefeitura de São Pedro pode ser traduzido para a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) através da plataforma VLibras.

Clique aqui (ou acesse diretamente no endereço - http://www.vlibras.gov.br/) e utilize a plataforma.