Saúde de São Pedro recebeu investimentos de R$ 12,3 milhões no primeiro quadrimestre de 2022

Entre despesas liquidadas nos primeiros quatros meses de 2022, a Saúde de São Pedro investiu o total de R$ 12,3 milhões. Somente para assistência hospitalar e ambulatorial foram R$ 9,4 milhões e mais R$ 2,7 para a atenção básica. Com quase o dobro dos 15% determinados pela legislação, a Prefeitura investiu 29,65% das receitas de impostos e transferências constitucionais. Os números foram apresentados para população em audiência pública na terça-feira, 31, na Câmara Municipal de Vereadores. 

No encontro, o secretário de Saúde e Desenvolvimento Social, Leandro Carneiro Sanches, destacou o volume alto de investimento com recursos próprios da Prefeitura. “Isso acontece por conta do subfinanciamento do SUS, que trabalha com uma tabela congelada há muito tempo. Esse custo operacional que fica para o município, como de cirurgias eletivas, é muito mais caro; praticamente o dobro da tabela do SUS”, explicou. 

Na audiência, acompanhada por 15 pessoas, o secretário apresentou outros dados, como R$ 127.626 destinados à Vigilância Sanitária. “Na área de endemias tivemos 1.058 visitas em imóveis, 192 atendimentos à população, 2.296 bloqueios contra criadouro, 69 visitas imóveis especiais, 196 em pontos estratégicos; além de 655 avaliações dos níveis de infestações larvárias e 82 coletas de sangue para detectar a Leishmaniose”, detalhou o secretário.

Sobre os testes rápidos realizados entre janeiro a abril, a Vigilância Epidemiológica contabilizou 705 para HIV, mais 705 para Hepatite B, 705 Hepatite C, 705 para Sífilis e 5.913 para Covid-19. Neste mesmo período, os agentes de saúde acompanharam 2.399 pacientes positivados com o novo coronavírus.

Pela Farmácia Municipal, foram 6.251 atendimentos no alto custo, 42.653 atendimentos na atenção básica e 16.142.393 itens dispensados. O secretário destacou os atendimentos realizados no CER (Centro Especializado em Reabilitação). “Foram 5.924 em fisioterapia, 341 em fisioterapia domiciliar, 759 fonoaudiologia, 277 terapia ocupacional e 590 neurologista”. 

Dados da atenção primária também se destacaram: 1.762 consultas pré-natal, 9.096 consultas na atenção básica, 4.675 consultas na atenção especializada, 13.931 consultas médicas na atenção básica e 20.735 consultas médicas na atenção especializada. 

No caso das visitas domiciliares, os agentes comunitários de saúde estiveram em 8.972 residências, mais 419 visitas de enfermeiro, técnico ou auxiliar, e 93 de médico pediatra. Dados do Caps, da UPA, produção de exames, número de internações e transporte ambulatorial também foram apresentados na audiência. 

“É importante destacar que a saúde de São Pedro está com uma nova equipe e que busca ampliar os atendimentos. Estamos investindo na atenção básica para desafogar o atendimento na UPA”, disse Sanches, ao ressaltar que nos próximos dias cerca de 30 agentes de saúde deverão ser contratados.

Publicado em: 01/06/2022 17:29

  • Publicar no Facebook
  • Publique um Tweet no Twitter
  • Enviar por e-mail
  • Copiar URL curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
VLibras botão
Acessibilidade com Libras

VLibras

O conteúdo da Prefeitura de São Pedro pode ser traduzido para a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) através da plataforma VLibras.

Clique aqui (ou acesse diretamente no endereço - http://www.vlibras.gov.br/) e utilize a plataforma.