Saúde Bucal teve aumento de 500% nos atendimentos

Número de consultas passou de 230 em 2013 para mais de 1.380 por mês atualmente

A saúde bucal em São Pedro teve um salto significativo desde 2013, com o início da gestão do prefeito Helinho Zanatta. Naquele ano, apenas 230 consultas por mês eram realizadas no município na atenção básica odontológica. Hoje, com investimentos em novas unidades, equipamentos e novos profissionais, esse número aumentou 500%, chegando a uma média de 1.384 consultas por mês.

“Tínhamos 2 dentistas em atendimento. Agora, São Pedro conta com 7 profissionais capacitados para atender uma demanda que já existia em 2013. Essa setorização, que acabou com as filas de espera em atendimento na atenção básica bucal, também facilitou o acesso ao usuário, garantindo diversos benefícios”, destacou o dentista André Juliano Berto Pinto, coordenador de Saúde Bucal da Prefeitura de São Pedro.

Essa melhoria já era prevista no planejamento estratégico e na Agenda 2025. “Esse planejamento foi o que resultou nesse aumento de atendimentos e em diversas ações na atenção básica bucal”, disse André. “Além do Centro de Saúde Bucal (CSB), no São Dimas, foram reformadas as unidades dos Alpes e da Serra, além de construir três novas Unidades de Saúde com atendimento de saúde bucal nos bairros Dorothea, Bela São Pedro e Nova São Pedro II”, continuou.

Com a construção de novas unidades, a fila de espera que existia para agendamentos de consultas zerou. Em 2017, o município chegou a fazer 1.746 consultas em um mês.

O município de São Pedro oferece a atenção básica em saúde bucal, o que inclui um trabalho completo em prevenção, controle e tratamento das doenças bucais, além de abranger também pacientes com necessidades especiais. “Fazemos diversas campanhas que garantem resultados importantes na prevenção. Em todo atendimento agendado, por exemplo, o paciente tem orientação antes da consulta sobre limpeza e faz uma escovação supervisionada”, afirmou André.

A única preocupação nesses dados é em relação às faltas, que chegam a 400 por mês. “Quando o paciente falta por duas vezes, perde a vaga e volta para a fila de atendimentos. Isso reflete em outros atendimentos, em nova fila de espera e a demora de outros agendamentos”, informou.

CAMPANHAS – A Campanha contra o Câncer Bucal é uma das ações realizadas com a população para diagnosticar a doença precocemente e, quando houver confirmação do diagnóstico, realizar o tratamento adequado. “É muito importante a adesão de todos nessa campanha. Percebemos que ainda existe uma resistência, mas a ação é indolor e muito importante para a saúde bucal de todos”, informou o coordenador de Saúde Bucal. “Fizemos 5 biópsias este ano e todas negativas. Isso é muito bom. Prevenir é um ato de responsabilidade e garantia de qualidade de vida”, continuou.

Outra campanha é a do “Sorriso Legal”, projeto educativo feito nas escolas municipais para alunos de 5 a 16 anos. “Vamos às unidades escolares e fazemos palestras. Depois, é realizado um exame clínico individual para avaliar a saúde bucal do aluno. Caso haja necessidade de algum procedimento, como tratamento de cáries, encaminhamos para que o responsável o leve ao posto de atendimento mais próximo da sua casa e agende uma consulta”, disse o coordenador. Este programa, realizado há um ano, chegou a zerar a porcentagem de crianças com dentes cariados em algumas escolas. “A Escola Celso Silveira Melo, por exemplo, em 2018 contava com 80% de alunos do 1º e 2º anos com dentes cariados. Em 2019, esse índice é de 0%. Outro exemplo é da escola Ricarda de Paiva Lima Berzin, que contava com um índice de aproximadamente 30% dos alunos do 6º ao 9º também com dentes cariados, e hoje este índice também zerou, o que mostra que a prevenção e a orientação são muito importantes”, garantiu André.

Outra ação que o setor de Saúde Bucal Municipal vem realizando com os agentes de saúde dos PSFs, é o controle para pacientes acamados. “A saúde bucal é muito importante para todos. Aqueles que estão acamados e não conseguem ir até uma unidade, são acompanhados pelas equipes dos PSFs. Chegamos a ter casos que foi preciso intervenção cirúrgica, na Santa Casa. Isso mostra que a saúde em São Pedro está em pleno desenvolvimento e faz jus ao ser referência regional”, finalizou.

 

  • Publicar no Facebook
  • Publique um Tweet no Twitter
  • Enviar por e-mail
  • Copiar URL curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
VLibras botão
Acessibilidade com Libras

VLibras

O conteúdo da Prefeitura de São Pedro pode ser traduzido para a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) através da plataforma VLibras.

Clique aqui (ou acesse diretamente no endereço - http://www.vlibras.gov.br/) e utilize a plataforma.