São Pedro sedia reuniões sobre a construção de barragem

imagemG_3912_2912 imagemG_3910_2912 imagemG_3911_2912 imagemG_3909_2912 Nas últimas semanas de novembro, São Pedro sediou quatro encontros da apresentação do projeto de Aproveitamento Múltiplo de Santa Maria da Serra. No dia 22, na Secretaria de Educação, cerca de 30 pessoas puderam tirar suas dúvidas e entender um pouco mais sobre o projeto de construção da barragem que deverá ampliar a navegação da hidrovia Tietê-Paraná em 45 quilômetros até o distrito de Ártemis, pelo rio Piracicaba. Além do prefeito Helinho Zanatta, do vice-prefeito Thiago Silva, e de alguns vereadores da cidade, secretários e coordenadores da Prefeitura de São Pedro também participaram da reunião. Coordenada pela GEO Brasilis, representante do Departamento Hidroviário do Estado de São Paulo, responsável pela gestão do Plano de Comunicação Social do Aproveitamento Múltiplo Santa Maria da Serra, a palestra foi conduzida por Ricardo Paoletti, articulador regional da empresa. O profissional deu detalhes do EIA/RIMA (Estudo de Impacto Ambiental e Relatório de Impacto Ambiental), concluindo que o empreendimento é viável ambientalmente, além de trazer perspectivas positivas ao desenvolvimento local e regional. Conforme Paoletti, as informações são públicas e podem ser consultadas gratuitamente. Todo material do EIA/RIMA impresso estará disponível até o dia 22 de janeiro de 2014, no Museu Gustavo Teixeira, que é aberto de terça a sexta-feira, das 9 às 17 horas, na rua Joaquim Teixeira de Toledo, 524, área central de São Pedro. A versão digital do EIA/RIMA pode ser encontrada no link do CONSEMA - Conselho Estadual do Meio Ambiente: http://www.ambiente.sp.gov.br/consema/audiencias-publicas/edital-de-convocacao-de-audiencias-publicas-processo-1852012/ A Audiência Pública será no próximo dia 11, às 17 horas, na ETEC Gustavo Teixeira de São Pedro, que fica na rua Manoel Estevan Dias, 351, Jardim Holiday. O empreendimento O AproveitamentoMúltiplo de Santa Maria da Serra tem comoprincipalobjetivo a extensão da hidrovia Tietê-Paraná em 45 quilômetros, permitindo a navegaçãoaté o distrito de Ártemis, em Piracicaba. Paraisso, o projeto prevê a construção de uma barragem no rio Piracicaba, que abrangerá áreas de cincomunicípios: Santa Maria da Serra, São Pedro, Águas de São Pedro, Piracicaba e Anhembi. Aproveitamento múltiplo significa que, além da navegação, o empreendimento terá outras finalidades, como a geração de energiaelétrica (pormeio de uma pequenacentralhidrelétrica), a implantação de terminal multimodal e uma plataformalogísticaem Ártemis, e o desenvolvimento de um polo turístico nas margens do reservatório e no Canal do Samambaia. Iniciativa do governo do Estado de São Paulo, sobresponsabilidade do DepartamentoHidroviário (DH), órgão da Secretaria Estadual de Logística e Transporte, o empreendimento está orçado emcerca de R$ 800 milhões e contacomrecursos assegurados pormeio de convênioentre os governos Estadual e Federal. Sobresponsabilidade do DH está a construção da barragem, reservatório, vertedouro, eclusa, canal de navegação, escadaparapeixes, usina, casa de força, subestação e linha de transmissão. O empreendimento vai criartambém uma Área de PreservaçãoPermanente (APP) de 2.420 hectaresemtorno do reservatório, agregando benefícios ambientais consideráveispara a região. Foram realizados estudos ambientais amplosemtodaárea de impacto do empreendimento. Ao todo, foram 12 meses de trabalhos envolvendo mais de 60 especialistas (entredoutores e mestres), que originaram cerca de 3 milpáginas do Estudo de Impacto Ambiental (EIA), divididos em 12 volumes, além da elaboração do Relatório de Impacto Ambiental (Rima). Os estudos envolveram 40 campanhas de campo, que incluíram reuniõescom as comunidadeslocais, completados comdadoshistóricos existentes e novasinformações dos bancos de dados de instituições de reconhecida competênciatécnica, como IBGE, Embrapa, Ibama, Seade, Cetesb, IPT, dentre outras. Um dos maioresdesafiosparaumpaíscontinentalcomo o Brasil é ter uma matriz de transporteampla, diversificada, eficiente e ambientalmente sustentável. O modalhidroviário se mostraparticularmenteeficienteparamovimentação de cargas e redução de impactos, sendo a Tietê-Paraná a maisantiga e bem estruturada hidroviaemoperação no País, e que necessita ser ampliada. Mais informações: www.geobrasilis.com.br
  • Publicar no Facebook
  • Publique um Tweet no Twitter
  • Enviar por e-mail
  • Copiar URL curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
VLibras botão
Acessibilidade com Libras

VLibras

O conteúdo da Prefeitura de São Pedro pode ser traduzido para a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) através da plataforma VLibras.

Clique aqui (ou acesse diretamente no endereço - http://www.vlibras.gov.br/) e utilize a plataforma.