São Pedro completa 40 anos como Estância Turística

   

Município é um dos 70 no Estado de São Paulo a receber esta classificação

Possuir infraestrutura e serviços direcionados ao turismo estão entre as características necessárias para receber o título de Estância Turística, classificação dada a São Pedro em 9 de novembro de 1979, por meio da Lei Estadual 2.163. Nestes 40 anos, o segmento do turismo, uma das principais atividades econômicas do município, passou por várias mudanças e hoje a cidade é referência em belas paisagens e apontado como lugar acolhedor, ideal para quem busca um refúgio longe da vida agitada dos grandes centros, mas também é palco do turismo de aventura.   

Localizada em uma região privilegiada, a cidade faz parte da região Serra do Itaqueri e conta com diversos atrativos, desde culturais, religiosos, lazer e recreação, esportes de aventura, ecoturismo e turismo de negócios e eventos.

Para o prefeito Helinho Zanatta, o fomento ao turismo é estímulo à geração de emprego e ao crescimento do setor de serviços. “Como Estância Turística, devemos sempre ter em foco projetos que estimulem este tipo de atividade que gera benefícios e desenvolvimento para toda a cidade”, afirmou.

A secretária de Turismo, Cultura, Esportes e Lazer, Clarissa Quiararia, destaca o desenvolvimento do setor nos últimos anos e exemplifica como reflexo desta evolução a mudança de categoria no Mapa do Turismo Brasileiro elaborado pelo Ministério do Turismo. São Pedro passou de categoria C para B a partir de avaliação que leva em conta quatro variáveis de desempenho econômico - número de empregos, de estabelecimentos formais no setor de hospedagem, estimativas de fluxo de turistas domésticos e internacionais. “Além dos investimentos nos atrativos, as melhorias na infraestrutura urbana, nas atividades turísticas, no saneamento, acessibilidade e saúde são grandes aliados do fortalecimento do turismo em São Pedro”, afirmou.

ATRATIVOS REESTRUTURADOS - Um dos principais atrativos da Estância, o Parque Marcelo Golinelli, passou por reforma recente e hoje recebe turistas para contemplação da natureza, além das já tradicionais selfies. Bem próximo fica o Parque do Cristo, local também bastante visitado, assim como o Thermas Water Park, nono parque aquático mais visitado da América Latina em 2018 e outros atrativos de natureza e culturais da cidade.

Outras novidades no setor são os parques do Voo Livre Celso Gonçalves da Fonseca, no alto da serra, e o Ernesto Baltieri, construído em área de 30 mil metros quadrados que foi concedida ao município pelo antigo DNPM ( Departamento Nacional de Produção Mineral) e programado para ser inaugurado em dezembro.

Parte destas obras foi realizada com recursos do Dadetur (Departamento de Apoio ao Desenvolvimento dos Municípios Turísticos), órgão estadual que destina verbas para as 70 Estâncias do Estado de São Paulo e também para as cidades classificadas como Municípios de Interesse Turístico.

O repasse garante a São Pedro aproximadamente R$ 3 milhões ao ano. As solicitações de verbas seguem planejamento estratégico previsto no Plano Diretor de Turismo e Agenda 2025, além de terem o aval do Comtur (Conselho Municipal de Turismo),  reativado em 2015 com a proposta de ser um parceiro da Prefeitura na tomada de decisões que envolvem a atividade.

São Pedro conta hoje com 34 empreendimentos hoteleiros, com 2.700 leitos. São 10 atrativos de natureza, 8 rurais, 6 de aventura e 5 culturais .

O Posto de Informações Turísticas localizado no Portal de entrada da cidade foi reativado em dezembro de 2015, após uma grande reforma. Hoje atende aproximadamente 270 pessoas por mês, número que na alta temporada aumentada consideravelmente. Ao ano, passam pelo local em busca de informações 3.500 pessoas.

São Pedro também registra grande movimento dos veranistas, que tem, junto aos turistas, grande peso na participação do fluxo de pessoas, chegando a dobrar a população local em fins de semana e feriados, além do período de férias, gerando movimento econômico importante nos estabelecimentos comerciais, supermercados, farmácias, restaurantes e no setor da construção civil.

Desde 2013, a área de turismo em São Pedro teve um investimento em obras de infraestrutura, revitalizações e construções no valor de R$ 14,8 milhões. Como destaca o prefeito Helinho Zanatta, o investimento neste setor não atende apenas ao turista.  “O turismo não é apenas para os visitantes, é também para os moradores, que podem usufruir de novos espaços”, disse, destacando as várias atividades turísticas que podem ser desenvolvidas no município. “Temos potencial de várias formas em nossa cidade. Turismo rural, religioso, de aventura, de esportes radicais, além de contemplação de nossas belezas naturais, com a serra e nossos parques”, disse o prefeito.

Pesquisa de demanda norteou ações voltadas à capacitação

Em fevereiro deste ano, a Secretaria de Turismo, Cultura, Esportes e Lazer apresentou o Plano de Marketing e Comunicação Turística, com ações programadas para divulgar o município como destino, além de apresentar resultados de uma pesquisa de demanda realizada pelo Comtur.

O levantamento norteou algumas ações, como os cursos de capacitação oferecidos gratuitamente pela Prefeitura e ministrados pelo  Sebrae e Senac nas áreas de hotelaria, gastronomia, atendimento e serviços voltados a  empresários, gestores e colaboradores das empresas do município.

Foram abordados temas como áreas de serviços de alimentação fora do lar; serviços de meios de hospedagem; comércio de vestuário e acessórios, técnicas básicas de serviço de alimentos e bebidas; atendimento em meios de hospedagem e hospitalidade e excelência em serviços.

O objetivo da capacitação que já formou várias turmas, é melhorar a prestação de serviço, ajudar na gestão financeira da empresa, motivar equipe, melhor atender o cliente, além de dar dicas de marketing e consultoria geral.

 

  • Publicar no Facebook
  • Publique um Tweet no Twitter
  • Enviar por e-mail
  • Copiar URL curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
VLibras botão
Acessibilidade com Libras

VLibras

O conteúdo da Prefeitura de São Pedro pode ser traduzido para a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) através da plataforma VLibras.

Clique aqui (ou acesse diretamente no endereço - http://www.vlibras.gov.br/) e utilize a plataforma.