São Pedro Adventure garante movimento extra nas áreas de hotelaria e gastronomia

SKATE1 SKATE2 SKATE3 CANOAGEM1 CANOAGEM2   São Pedro viveu um “clima” diferente nos últimos cinco finais de semana, período em que aconteceu o São Pedro Adventure, maior evento de esportes de aventura do município. A movimentação começou no dia 29 de agosto, quando um balão ancorado em frente à igreja matriz, parede de escalada e show musical deram início à programação especialmente preparada pela Secretaria de Turismo, Cultura, Esportes e Lazer, com apoio do Rotary Club São Pedro.  A aventura teve continuidade nos finais de semana seguintes com competições oficiais de jeep, motocross, triathlon e duatlhon, mountain bike, skate e canoagem. A média de atletas participantes de cada competição é estimada em 150. Também houve apresentações de highline, longline, waterline, trickline e oficinas de slackline para iniciantes. O fácil acesso, a estrutura de atendimento ao turista e a bela topografia são estímulos para a prática de esportes de aventura em São Pedro. Entre os locais escolhidos para a prova também há cartões postais da cidade, como os parques Maria Angélica e Marcelo Golinelli. A movimentação dos atletas e competidores amadores gerou movimento extra também nas pousadas, hotéis, restaurantes e outros estabelecimentos comerciais da cidade. “Principalmente nas competições de triathlon, percebemos um movimento maior”, relata Fausto Palmeira, proprietário da Pousada dos Caminhos. Ele destaca que também notou uma movimentação extra em outros setores da cidade. “Tivemos o movimento afetado por vários eventos, como Copa, eleições, estiagem, então, tudo que se faz para gerar um movimento extra é proveitoso”, afirma. O empresário do setor hoteleiro diz também que eventos como o São Pedro Adventure  ajudam a divulgar a cidade.  “Muitas pessoa voltam depois com a família”. Pedro Stocco, do Hotel São Pedro, compartilha de visão semelhante em relação ao aumento no movimento. “Tudo é válido para estimular a presença dos turistas”, afirmou. Cristina Ferreira, funcionária do Hotel Imigrantes, conta que o hotel ficou lotado nos finais de semana do Adventure. “As pessoas conhecem a cidade e voltam” . “Eventos como este deixam marcado o nome da cidade”, opina o proprietário da Casa do Churrasco, Danilo Amado, que também notou aumento no movimento de seu estabelecimento.  “Estas iniciativas reforçam a vocação de São Pedro no segmento de turismo de aventura e estimulam a presença dos esportistas em outras oportunidades”, avaliou. MODELO - Glória Moreno, do Rotary Club São Pedro, conta que o evento foi alvo de muitos elogios de integrantes de outros Rotarys que acompanharam as competições pelas redes sociais. “Vários vão usar as atividades realizadas em São Pedro para desenvolver eventos similares”, afirma. Ela também destacou que em eventos como este, todos ganham. “Com o apoio da Prefeitura, fica mais fácil trabalhar e planejar as atividades. Há ganhos no comércio, nos hotéis menores, eventos como este trazem divisas para o município”. Outro ponto destacado por ela é a divulgação que o evento garante ao município. “Foram feitas matérias em vários jornais sobre o evento que divulgaram o nome de São Pedro”. “O objetivo deste evento quando ele foi criado no ano passado foi criar uma identidade para a cidade de São Pedro”, conta o presidente do Rotary Club São Pedro, Sérgio Duarte Gonçalves. Deixar o mês de setembro como símbolo de esporte de aventura em São Pedro é outra das metas. “Foi muito positivo. O evento agregou muita gente de fora, gerou movimento no comércio e na hotelaria. Foi muito válido para a cidade”, avaliou. Para a secretária de Turismo, Cultura, Esportes e Lazer, Clarissa Quiararia, a repercussão do evento foi muito positiva. “Em 2014 o São Pedro Adventure ganhou uma proporção maior, com mais modalidades e maior número de atletas e pessoas da comunidade envolvidas”, afirmou. A secretária destaca o apoio, considerado fundamental, das federações e ligas dos esportes. “Dá uma credibilidade importante e os atletas participam mais também por conta disso”, afirmou, referindo-se às competições. Clarissa notou maior movimentação nas áreas hoteleira e gastronômica, além do acesso dos moradores de São Pedro a modalidades pouco conhecidas, como o slackline, por exemplo. “As vivências permitiram um contato mais próximo com o esporte de aventura”, destacou. PLANOS PARA 2015 – Já estão marcadas para o final de outubro as reuniões que vão começar a definir a próxima edição do São Pedro Adventure. “Algumas pessoas já nos procuraram com o objetivo de inserir outras modalidades esportivas no evento”, afirma a secretária de Turismo. A tendência é que o número de modalidade aumente no ano que vem. “Sempre estamos em busca de aprimoramento do evento”, destaca a secretária. Clarissa agradeceu a todos os departamentos da Prefeitura de São Pedro pelo empenho dedicado ao São Pedro Adventure. Agradeceu também a participação do Tiro de Guerra, dos empresários que apoiaram o evento e “principalmente ao Rotary que esteve conosco em todos os momentos”. LADEIRA – O último fim de semana do São Pedro Adventure teve altas doses de adrenalina, com competição de nível internacional de skate, o Skatebrothers Downhill Classic, na descida da rua Maestro Benedito Quintino, em frente ao São Pedrão, e a Final do Circuito Paulista de Canoagem Slalom Dual,  no Parque Maria Angélica. Confira a classificação das categorias válidas para Rankings Paulista, Brasileiro e Mundial do Skatebrothers Downhill Classic: DHS Iniciante:  Johny Gonçalves, de São Paulo, ficou em primeiro lugar, seguido de Lukinhas, também de São Paulo, Vinicius Santos, de Mauá, Pedro Henrique, de Mauá e Gustavo da Silva, de São Paulo.  No DHS Amador, a classificação foi Natan Alemão, de São Paulo, em primeiro lugar, seguido por Henrique Gomes, de Guarulhos, Ygor Pittner, de São Paulo,  Sérgio Yuppie Junior, de Florianópolis e  Arthur Piruka, de São Paulo. No DHS Profissional, o vencedor foi  Fernando Yuppie, de Florianópolis, seguido por Jefferson Santos, de São Paulo, Kaue Mesaque, de São Paulo,  Marcelinho Costa, de Florianópolis e Jailson de Sousa,de São Paulo. No Longboard Feminino, a vencedora foi Cris Punk, de São Paulo, seguida por Fernanda Michellini, também de São Paulo, Andreya Barros, de São Gonçalo-RJ,  Andreia Guandaline, de São Bernardo do Campo e Maria Fernanda Creazzo, de São Paulo.  
  • Publicar no Facebook
  • Publique um Tweet no Twitter
  • Enviar por e-mail
  • Copiar URL curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
VLibras botão
Acessibilidade com Libras

VLibras

O conteúdo da Prefeitura de São Pedro pode ser traduzido para a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) através da plataforma VLibras.

Clique aqui (ou acesse diretamente no endereço - http://www.vlibras.gov.br/) e utilize a plataforma.