Saaesp assina contrato para mudanças na rede de água

Troca de rede, setorização e instalação de válvula redutora de pressão estão entre as ações programadas; recurso de R$ 2,2 milhões vem do Fehidro

O Saaesp (Serviço Autônomo de Água e Esgoto de São Pedro) assinou na quinta-feira, dia 10, contrato com a empresa Cadre Engenharia e Serviços para a execução de ações de setorização, troca de redes e instalação de válvula redutora de pressão no sistema de abastecimento de água do município. A assinatura representa um grande passo no combate às perdas físicas de água, meta da administração Helinho Zanatta.

“As ações previstas neste projeto complementam outras elencadas no Plano de Perdas, algumas já implantadas, como a Estação de Tratamento de Lodo, inaugurada em maio de 2017, e que garante economia de 2,4 milhões de litros de água por mês”, informou  o diretor-presidente do Saaesp,Thiago Silva.

O contrato prevê a troca de quase 3 km de rede de água no município, com substituição de tubos de ferro fundido e cimento amianto por tubos PEAD (Polietileno de Alta Densidade), conhecido por sua resistência e durabilidade.

A setorização de diversos locais serve para melhorar a pressão de água, além de facilitar o serviço de manutenção do Saaesp, já que com a instalação, não será preciso desligar a água de vários setores para realizar a manutenção.

Os investimentos no valor de R$ 2.270.954,80, destinados ao contrato assinado,  vão garantir principalmente trocas de redes mais antigas, que representam grandes perdas de água e foram financiados pelo Fundo Estadual de Recursos Hídricos (Fehidro). As medidas “colocam São Pedro em evidência nas ações de preservação dos recursos hídricos na região do PCJ”, segundo o consultor técnico do Saaesp, Tiago Seydell,.

“Estas ações vão garantir mudanças no sistema de abastecimento de água.A tubulação, principalmente na região central,  é antiga e nunca foi substituída, ocasionando problemas sérios, como entupimentos e perda de água tratada. Essa obra vai reduzir as perdas e melhorar a eficiência no atendimento do serviço”, destacou o prefeito Helinho Zanatta.

Outro diferencial desta obra é que as instalações serão feitas pelo chamado método não destrutivo, que garante menos transtornos aos munícipes, já que não haverá aberturas de grandes valas nas vias para as instalações.

As obras devem ter início em novembro e a estimativa prevista em contrato é de 8 meses de duração.

  • Publicar no Facebook
  • Publique um Tweet no Twitter
  • Enviar por e-mail
  • Copiar URL curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
VLibras botão
Acessibilidade com Libras

VLibras

O conteúdo da Prefeitura de São Pedro pode ser traduzido para a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) através da plataforma VLibras.

Clique aqui (ou acesse diretamente no endereço - http://www.vlibras.gov.br/) e utilize a plataforma.