Reunião na Cozinha Piloto apresenta projeto “Um dia sem carne”

Foco principal é estimular alimentação saudável, com inclusão de mais vegetais no cardápio oferecidos a alunos maiores de 6 anos

Vereadores, diretores e supervisores participaram nesta quinta-feira de reunião na Cozinha Piloto para apresentação de projeto que será adotado, inicialmente de maneira experimental, na rede municipal de ensino. A proposta é oferecer um dia da merenda servida a crianças maiores de 6 anos sem produtos de origem animal.

 A implantação ocorre em parceria com a Humane Society Internacional (HSI), uma das maiores ONGs globais de proteção animal. Centenas de cidade no mundo já utilizam a prática. No Brasil, a atividade teve em início em 2009, quando a Prefeitura de São Paulo adotou a campanha Segunda Sem Carne, em prática até hoje.

“O nosso foco principal é na saúde”, disse o prefeito Helinho Zanatta na reunião, destacando que as merendeiras receberão treinamento específico para produzir os alimentos preparados com o objetivo de estimular o consumo de legumes, verduras e vegetais. A HSI também dará apoio na apresentação dos projetos aos professores e pais. “Vamos conversar com todos para explicar o projeto”, disse.

“O programa tem por objetivo oferecer aos alunos a oportunidade de conhecer e experimentar novos alimentos e elevar o consumo saudável de vegetais, garantindo o aporte de todos os nutrientes necessários”, ressalta Camila Cury, nutricionista da Prefeitura de São Pedro.

Para Sandra Lopes, gerente de políticas alimentares do departamento de proteção aos animais de produção da HSI no Brasil, “além dos benefícios para a saúde humana, temos também grandes impactos benéficos ao meio ambiente como, por exemplo, a grande economia de recursos hídricos e ainda um enorme ganho aos animais que terão suas vidas poupadas”.

Na reunião, Sandra apresentou o projeto e seus benefícios, além de dados como a recomendação, citada no Guia Alimentar para a População Brasileira,do Ministério da Saúde, para que o consumo de carne – devido ao seu favorecimento ao desenvolvimento de obesidade, problemas cardíacos e outras doenças crônicas – deve ser limitado para ajudar a saúde humana, o ambiente e os animais.

A implantação do programa e o acompanhamento feito pela ONG não gera custos ao município.

INÍCIO - A Segunda Sem Carne é um movimento global promovido pela HSI e diversas outras organizações, que se iniciou em 2003 na Escola de Saúde Pública da Johns Hopkins Bloomberg nos Estados Unidos e pede que as pessoas deixem a carne fora de seus pratos um dia por semana para ajudar o meio ambiente, a saúde humana e os animais. Esse movimento se espalhou pelo mundo e hoje está presente em mais de 38 países com o apoio de milhões de pessoas e várias celebridades, incluindo Paul McCartney e Gilberto Gil.

Após a explanação, todos os participantes foram convidados a degustar pratos que poderão entrar no cardápio da merenda, como uma torta de lentilha e legumes, macarrão ao pesto de amendoim e um bolo de chocolate feito sem ovo e sem leite.

“Ao elaborarmos as sugestões de cardápio, pensamos em pratos que fazem parte da rotina dos alunos, com substituição de alguns alimentos, como o macarrão, por exemplo, que pode ser servido com um molho feito com legumes e especiarias”, disse o chef André Vieland.

Participaram da reunião os vereadores Adriano Vitor, Branco, Cássio Capellari, Du Sorocaba, Elias Candeias, Gilberto Vieira, Giuliano Antonelli, Joyce Siloto, Luiz Melado, Robinho Pedrosa, além do presidente do Legislativo, Antonio Benedito Ferraz de Toledo, o Toninho da Sorveteria e o vice-prefeito e diretor-presidente do Saaesp (Serviço Autônomo de Água e Esgoto de São Pedro), Thiago Silva.

  • Publicar no Facebook
  • Publique um Tweet no Twitter
  • Enviar por e-mail
  • Copiar URL curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
VLibras botão
Acessibilidade com Libras

VLibras

O conteúdo da Prefeitura de São Pedro pode ser traduzido para a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) através da plataforma VLibras.

Clique aqui (ou acesse diretamente no endereço - http://www.vlibras.gov.br/) e utilize a plataforma.