Região de Piracicaba é mantida na fase laranja

A região de Piracicaba, da qual São Pedro faz parte, foi mantida na fase laranja na nova classificação do Plano São Paulo anunciada pelo governo do Estado nesta sexta-feira, 5 de fevereiro.

Na etapa laranja, o funcionamento dos serviços não essenciais é limitado a até oito horas diárias, com atendimento presencial máximo de 40% da capacidade e encerramento às 20h. O consumo local em bares está totalmente proibido.

A restrição das atividades aos fins de semana, que deveria vigorar nos dias 6 e 7 de fevereiro, foi suspensa pelo Governo do Estado no dia 3.

Com a revogação, estabelecimentos como shoppings, restaurantes e comércios voltam a ter permissão para funcionar aos sábados, domingos e feriados nas regiões que estão na fase laranja ou amarela do plano de flexibilização econômica.

Atualmente, a venda de bebidas alcoólicas em lojas de conveniência só pode ocorrer entre 6h e 20h em todos os 645 municípios. Somente a partir da fase verde, a mais branda, é que essa comercialização poderá voltar a ser feita sem as restrições atuais.

LEITOS - De acordo com os dados atualizados pelo Governo de São Paulo no dia 5 de fevereiro, a região de Piracicaba tem uma taxa de 64,9% na ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para uma estrutura de 19,4 leitos para cada 100 mil habitantes. Na última atualização em 14 de janeiro, a taxa era de 68,3%.

Ainda de acordo com o governo, houve queda do número de internações hospitalares pela terceira semana consecutiva e abertura de novos leitos. “Recomendamos a prefeitos e prefeitas que tenham cuidado e zelo e sigam a orientação do Estado. Prefeitos responsáveis salvam vidas”, afirmou o governador João Doria na entrevista coletiva de apresentação da nova reclassificação.

Publicado em: 05/02/2021 16:27

  • Publicar no Facebook
  • Publique um Tweet no Twitter
  • Enviar por e-mail
  • Copiar URL curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
VLibras botão
Acessibilidade com Libras

VLibras

O conteúdo da Prefeitura de São Pedro pode ser traduzido para a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) através da plataforma VLibras.

Clique aqui (ou acesse diretamente no endereço - http://www.vlibras.gov.br/) e utilize a plataforma.