Região de Piracicaba avança para fase verde do Plano SP

O governo do Estado anunciou nesta sexta-feira o avanço da região de Piracicaba, da qual São Pedro faz parte, para a fase verde do Plano São Paulo de retomada da economia. A nova classificação vale a partir de sábado, dia 10.  

Na nova fase são permitidas atividades como funcionamento de cinemas, museus, teatros e eventos. Atividades já liberadas como o comércio e serviços também ficam com o horário ampliado na fase verde.

“Agora, 76% da população do Estado segue para a fase verde do Plano São Paulo, incluindo a capital”, afirmou o governador João Doria na coletiva de imprensa. “Essas regiões terão um pouco menos de restrições no seu dia a dia, de acordo com as indicações do Plano São Paulo”, complementou.

Além da região de Piracicaba, estão na fase verde a capital e as regiões de Campinas, Baixada Santista, Sorocaba e Taubaté.

Para chegar à fase verde, a região precisa permanecer na amarela por 28 dias. A região de Piracicaba, composta por 26 cidades, está na fase amarela desde o dia 8 de agosto.

O Plano São Paulo é formado por cinco fases. A vermelha é a mais restritiva, seguida pela laranja, amarela, verde e azul, chamada de “normal controlado”.

NA PRÁTICA – Com a mudança de fase, shoppings e comércio de rua de todo região podem abrir por 12 horas; a capacidade também foi aumentada para 60%; após 28 dias de estabilidade, eventos, convenções e atividades culturais podem ser realizados com público em pé, mas com obrigação de controle e hora marcada; bares e restaurantes também ficam autorizados a abrir por 12 horas, desde que depois das 6h e antes das 22h; salões de beleza e barbearia podem abrir por 12 horas e com aumento da capacidade para 60%; academias de esporte de todas as modalidades e centros de ginástica podem abrir por 12 horas e com 60% de capacidade. Na fase amarela, a capacidade permitida fica entre 30% e 40%, dependendo do setor.  

Os critérios para avançar de fase consideram a taxa de ocupação dos leitos de UTI e o número de internações nos últimos 28 dias.

ALERTA - Diferente do que alguns possam imaginar, a fase verde não significa a volta ao normal, de antes da pandemia.
Para bares, restaurantes e demais estabelecimentos com consumo local de alimentos e bebidas, o atendimento presencial é permitido entre 6h e 22h, desde que respeitados os limites de dez horas de expediente na fase amarela e 12 horas na fase verde. Em ambas, os estabelecimentos com funcionamento noturno deverão fechar as portas às 22h, mas podem autorizar a permanência de clientes que já estão no local até as 23h.

Atividades que gerem aglomeração, tais como festas, baladas, presença de torcedores em eventos esportivos e grandes shows com público em pé continuam proibidas em todos os 645 municípios de São Paulo. A liberação só deve acontecer em eventual avanço para a fase azul ou após a disponibilização de uma vacina contra o coronavírus.

O governador João Doria também pediu cautela com relação ao feriado da segunda-feira, 12. “Compreendo que as pessoas queiram aproveitar esse momento com seus parentes e amigos. O reencontro é bom e natural, mas deve ser feito sem festas e sem aglomerações, com máscara e distanciamento social. O zelo vai evitar a contaminação e o risco de morte”, afirmou.

Autoria: Prefeitura de São Pedro

Publicado em: 09/10/2020 14:29

  • Publicar no Facebook
  • Publique um Tweet no Twitter
  • Enviar por e-mail
  • Copiar URL curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
VLibras botão
Acessibilidade com Libras

VLibras

O conteúdo da Prefeitura de São Pedro pode ser traduzido para a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) através da plataforma VLibras.

Clique aqui (ou acesse diretamente no endereço - http://www.vlibras.gov.br/) e utilize a plataforma.