Rede de proteção contra violência começa a ser estruturada

Uma nova reunião para começar a estruturar a rede de proteção que será criada no município a pedido do prefeito Thiago Silva com o objetivo de evitar casos de violência doméstica, especialmente contra mulheres, crianças e adolescentes, aconteceu nesta segunda-feira, 17.

O aumento da demanda por atendimento de ações relacionadas à violência foi observado pelas participantes: a vereadora Alessandra Pisco, que sugeriu a criação Deste frente; a coordenadora de Desenvolvimento Social, Adriana Mariano; a assistente social e coordenadora do Caps (Centro de Atenção Psicossocial), Ana Castro; a coordenadora de projetos Carolina Figueiredo,  a conselheira tutelar Tania Aparecido e a bióloga Camila Pastor.

Ficaram definidas duas linhas de atuação para o grupo: uma emergencial, que inclui ações como produção de folders para distribuição em várias frentes com informações sobre locais de denúncia e o apoio e planejamento de ações a médio e longo prazo para garantir apoio às vítimas da violência em diferentes setores.

As participantes destacaram também que a proposta da rede de proteção é agregar ações e fortalecer medidas que impeçam o avanço da violência. Pessoas com sugestões para a realização deste trabalho podem entrar em contato com as participantes.

Publicado em: 18/05/2021 19:09

  • Publicar no Facebook
  • Publique um Tweet no Twitter
  • Enviar por e-mail
  • Copiar URL curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
VLibras botão
Acessibilidade com Libras

VLibras

O conteúdo da Prefeitura de São Pedro pode ser traduzido para a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) através da plataforma VLibras.

Clique aqui (ou acesse diretamente no endereço - http://www.vlibras.gov.br/) e utilize a plataforma.