Projeto para contenção de voçoroca no São Dimas é apresentado

O secretário de Obras Caio Piedade e a coordenadora de Meio Ambiente Waleska Del Pietro apresentaram na reunião do Comdema (Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente) de terça-feira, dia 28, o projeto de contenção da voçoroca do bairro São Dimas.  Problema antigo na cidade, a voçoroca - grandes buracos de erosão causados pela chuva e intempéries, em solos onde a vegetação é escassa e não tem mais proteção,  que  provocou fendas de até 60 metros de profundidade – já foi motivo de vários estudos, como teses de mestrado e doutorado, e algumas ações que não apresentaram resultado satisfatório.

Piedade explicou à plateia formada por vereadores, representantes de entidades, Corpo de Bombeiros, Polícia Ambiental, moradores das proximidades da área afetada e outros interessados em assuntos relacionados ao Meio Ambiente, que o tema é estudado pela administração Helinho Zanatta mesmo antes da posse do prefeito, em 2013. “Nas diversas consultas e pesquisas que fizemos, foi constatado que era fundamental ter um projeto bem detalhado das ações necessárias no local para buscar os recursos de forma efetiva”, disse o secretário.

Uma empresa foi contratada para realização de um projeto executivo que realizou, entre outros estudos, levantamento planialtimétrico da área com Vant (Veículo aéreo não tripulado), uma espécie de drone; sondagem de reconhecimento de solo; geologia e geotecnia; estudo hidrológico, detalhamento da solução e método construtivo; licenças ambientais e projeto de reflorestamento, cartas e memoriais. A obra foi orçada em aproximadamente R$ 7 milhões.

O estudo aponta também que a ocorrência está associada à falta de planejamento adequado, com consideração de particularidades do meio físico, condições sociais e econômicas, além de tendências de desenvolvimento urbano.

SOLUÇÃO – Entre as medidas planejadas para solucionar o problema estão o plantio de 250 mil mudas de capim Vetiver e 13.420 mudas de eucalipto, além de implantação do modelo de escada hidráulica, para dissipar a energia do volume das águas. Algumas ações já foram realizadas, como  construção de galerias pluviais  e caixas de drenagem em áreas no entorno da erosão.

No final da apresentação, o prefeito Helinho Zanatta explicou que o principal objetivo da apresentação foi informar a comunidade sobre o projeto e sua importância. “Vamos agora em busca destes recursos”, disse. A meta é conseguir boa parte do montante necessário a fundo perdido, ou seja, recursos liberados via convênio com Estado ou União, sem necessidade de o município “devolver” o valor total, mas apenas uma contrapartida.

O prefeito disse também que há várias ações paralelas a este projeto, como a urbanização dos bairros Nova São Dimas 1 e 2. “São obras já programadas e em execução que vão garantir medidas como implantação de rede de água e esgoto, energia e pavimentação”, afirmou. 

  • Publicar no Facebook
  • Publique um Tweet no Twitter
  • Enviar por e-mail
  • Copiar URL curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
VLibras botão
Acessibilidade com Libras

VLibras

O conteúdo da Prefeitura de São Pedro pode ser traduzido para a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) através da plataforma VLibras.

Clique aqui (ou acesse diretamente no endereço - http://www.vlibras.gov.br/) e utilize a plataforma.