Projeto de leitura e escrita de professora da Rede Municipal ganha menção honrosa

Marília Costa Reis, professora da Emeb Ricarda de Paiva Lima Berzin, desenvolveu o projeto de leitura, escrita e autoconhecimento destacado pela Rede Nacional de Ciência para Educação

“Eu sempre digo que acredito no poder transformador da leitura e da escrita”, conta a professora da Rede Municipal de Ensino de São Pedro, Marília Costa Reis Pastor, responsável pelo projeto "O gênero diário:  leitura, escrita e autoconhecimento" que recebeu menção honrosa no 1º Prêmio “CPE na Sala de Aula: Reconstruindo a Educação após a Pandemia”.

Organizado pela Rede Nacional de Ciência para Educação (Rede CpE) com o intuito fomentar a pesquisa educacional e integrar conhecimentos acadêmicos à realidade da escola, o evento teve nove premiados e dez menções honrosas. Os 19 projetos foram selecionados dentre mais de 200 de todo país.

“A leitura dos diários de Anne Frank e de Carolina Maria de Jesus, bem como a escrita do meu próprio diário transformaram a minha quarentena”, relata a professora ao comentar a inspiração para o projeto.

Ao abordar nas aulas a leitura e produção textual do gênero “diário” com base nos livros “O Diário de Anne Frank” , de Anne Frank e “Quarto de Despejo”, da escritora brasileira Carolina Maria de Jesus, Marília teve a ideia de incentivar seus alunos a escreverem seus próprios diários.

Além do estímulo à leitura e à escrita, o projeto abordou também competências socioemocionais por trabalhar as emoções dos alunos em um período complexo. “Percebi que o trabalho com o gênero diário e o incentivo para que os alunos falem sobre si mesmos pode ajudá-los na experiência do autoconhecimento e no reconhecimento das próprias emoções”, disse Marília.

Por meio do programa “Educa Mais”, programa da Secretaria Municipal de Educação de São Pedro que fornece suporte audiovisual a professores, com gravação e edição de conteúdos educacionais, a professora teve a oportunidade de colocar sua ideia em prática.

No dia 2 de maio, no site da Secretaria, todos os estudantes da Rede Municipal tiveram o primeiro contato com esse conteúdo, acompanhado de perto pela professora na escola em que leciona, a Emeb “Professora Ricarda de Paiva Lima Berzin”.   

Para definir a sensação de estar entre os projetos selecionados, Marília citou o “trabalho de formiguinha” que ganhou destaque e reconhecimento. Para ela, além da honraria, o projeto aproximou realidades, assim como os diários de Anne Frank e Maria Carolina.

“As redações entregues pelos alunos permitiram que eu conhecesse as diferentes realidades de cada adolescente e o quanto a pandemia impactou (ou não) suas vidas,” afirmou a professora.

O vídeo que concorreu na premiação está disponível na página da CpE (cpe2021.com.br/videos-selecionados) e a aula do gênero “diário” pode ser acessada no Canal do Youtube da Secretaria Municipal de Educação de São Pedro.

Publicado em: 12/08/2021 17:03

  • Publicar no Facebook
  • Publique um Tweet no Twitter
  • Enviar por e-mail
  • Copiar URL curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
VLibras botão
Acessibilidade com Libras

VLibras

O conteúdo da Prefeitura de São Pedro pode ser traduzido para a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) através da plataforma VLibras.

Clique aqui (ou acesse diretamente no endereço - http://www.vlibras.gov.br/) e utilize a plataforma.