Procura por profissionais de saúde mental aumenta 50% na rede municipal

Falar de saúde mental vai muito além de diagnósticos. Relacionada aos fatores psicológicos, biológicos, familiares e socioeconômicos, o tema gera ainda mais desafios neste período de pandemia do novo coronavírus. Na Secretaria de Saúde de São Pedro, o número de pacientes que procuraram atendimento com profissionais de saúde mental aumentou cerca de 50% em menos de um ano.

“No início da pandemia, entre janeiro e fevereiro de 2020, nossos psicólogos e psiquiatras realizaram cerca de 60 atendimentos por mês, agora, somente em dezembro de 2021, foram 117 consultas registradas”, explicou a secretária de Saúde, Carolina Figueiredo.

Atualmente, a Secretaria conta com 6 psicólogos e 2 psiquiatras; será contratado mais um para o posto do São Dimas. Os profissionais atendem na Unidade Mista de Saúde (Umis) e também no Centro de Atenção Psicossocial São Pedro (Caps). “São pacientes encaminhados pelos próprios postos de saúde ou pelo Caps, onde o acolhimento é livre e qualquer pessoa pode buscar ajuda”, explicou Carolina.

Outro fator que chamou a atenção da secretária neste período de pandemia é o número de crianças com algum transtorno mental diagnosticado. Das 117 consultas realizadas no último mês de dezembro, 12% foram feitas com crianças e adolescentes. “São inúmeros fatores associados à perda, à solidão, hiperatividade e falta de socialização”.

Publicado em: 04/02/2022 15:45

  • Publicar no Facebook
  • Publique um Tweet no Twitter
  • Enviar por e-mail
  • Copiar URL curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
VLibras botão
Acessibilidade com Libras

VLibras

O conteúdo da Prefeitura de São Pedro pode ser traduzido para a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) através da plataforma VLibras.

Clique aqui (ou acesse diretamente no endereço - http://www.vlibras.gov.br/) e utilize a plataforma.