Novo arrastão recolhe entulho nos bairros Theodoro Souza Barros e Bela São Pedro

4 3 12    Após recolher 4,5 toneladas de materiais que poderiam ser transformados em criadouros do Aedes aegypti na Operação Combate à Dengue realizada nos bairros Jardim São Pedro, Vila Pindanga, Recanto e São Judas no último sábado, a Prefeitura de São Pedro mantém trabalho contínuo de combate ao mosquito transmissor da doença e realiza novo arrastão neste sábado, dia 4 de abril, nos bairros Theodoro Souza Barros e Bela São Pedro. Os agentes e equipe vão recolher os materiais, que devem ser deixados na calçada, no período da manhã, a partir das 8h.   Para evitar o surgimento de novos casos, desde o início do ano são realizadas ações de conscientização, como a distribuição de materiais informativos em pontos de grande circulação de pessoas. Também houve nebulização de escolas municipais, da UBS (Unidade Básica de Saúde) do São Dimas, da Umis (Unidade Mista de Saúde), da Biblioteca municipal, Cemitério e em alguns locais com maior incidência de casos, como os bairros Jardim São Pedro e Palu.   Nesta semana, os agentes de saúde do PSF (Programa Saúde da Família) Bela São Pedro, reforçaram nas visitas domiciliares os cuidados que devem ser adotados para evitar a proliferação do mosquito e a incidência da doença.   O principal efeito da nebulização é matar os mosquitos transmissores da dengue e das visitas domiciliares é identificar possíveis criadouros, além de eliminar os identificados.  A ação da nebulização é semelhante à dedetização e é preciso esperar 20 minutos para voltar a frequentar o local que foi nebulizado.   Quando há casos confirmados da doença, a equipe da Vigilância Epidemiológica faz bloqueios da casa da pessoa e na vizinhança. Os agentes vistoriam as casas, usam produtos que matam as larvas e orientam os moradores para impedir a criação de novos criadouros.   Os agentes da Vigilância Epidemiológica pedem a colaboração de todos os munícipes para abrirem a porta de casa para que as equipes possam desenvolver seu trabalho. Para evitar a proliferação da dengue, doença transmitida por meio da picada da fêmea do mosquito Aedes aegypti  infectada com o vírus da doença, é preciso eliminar os locais com acúmulo de água,  propícios para a reprodução do mosquito. SINTOMAS – No corpo humano, os sinais da dengue só começam a surgir após o período de incubação, que pode durar de 3 a 15 dias. Os principais sintomas da doença são febre, dor de cabeça, dor atrás dos olhos, dores no corpo e manchas pelo corpo. Já na forma hemorrágica, além dos sintomas citados, o paciente pode ter sangramentos, e em alguns casos, choque e morte. Em caso de suspeita de dengue, o serviço de saúde mais próximo deve ser procurado imediatamente. Vale ressaltar que não existe transmissão por meio de contato direto de um doente com uma pessoa sadia. O vírus também não é transmitido pela água ou alimentos. PREVENÇÃO – Para evitar a proliferação da dengue, é preciso adotar algumas medidas consideradas fundamentais, como manter a caixa d’água sempre fechada, encher pratinhos de vasos de plantas com areia até a borda, guardar garrafas sempre com a boca para baixo, remover galhos, folhas e tudo o que possa impedir a água correr pela calha, guardar pneus em locais cobertos e abrigados da chuva, colocar o lixo em sacos plásticos, manter a lixeira bem fechada e piscinas sempre limpas e cloradas.          
  • Publicar no Facebook
  • Publique um Tweet no Twitter
  • Enviar por e-mail
  • Copiar URL curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
VLibras botão
Acessibilidade com Libras

VLibras

O conteúdo da Prefeitura de São Pedro pode ser traduzido para a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) através da plataforma VLibras.

Clique aqui (ou acesse diretamente no endereço - http://www.vlibras.gov.br/) e utilize a plataforma.