Prefeitura investe R$ 25 milhões em infraestrutura

  Recapeamento, pavimentação, melhorias de vias e saneamento estão entre as obras de grande porte realizadas pelo município [caption id="attachment_4893" align="alignnone" width="300"]1 Obras na ETA 1 vão garantir maior volume de água tratada[/caption] [caption id="attachment_4894" align="alignnone" width="300"]2 Obras na ETA 1 serão concluídas no início de 2015[/caption] [caption id="attachment_4895" align="alignnone" width="300"]3 Equipamento que será instalado na ETA 1[/caption] [caption id="attachment_4896" align="alignnone" width="300"]DSCN6121 Vias da área central já foram recapeadas[/caption] [caption id="attachment_4897" align="alignnone" width="300"]DSCN6122 Recapeamento vai atender 21 bairros[/caption]  A infraestrutura urbana foi uma das áreas que mais recebeu investimentos nos últimos dois anos em São Pedro. Foram R$ 25 milhões aplicados em obras de pavimentação, recapeamento e ligadas ao saneamento. “Sem infraestrutura não tem como desenvolvermos o município e atrair novas empresas para investir e ampliar a oferta de empregos”, destacou o prefeito Helinho Zanatta. A pavimentação soma R$ 5,3 milhões em investimentos. Os bairros contemplados serão Bela São Pedro, Colinas, Nova São Pedro I e parte do Alpes. Na primeira etapa serão pavimentados 117,4 mil m². Este valor vai ficar ainda maior em 2015. Na última terça-feira, o prefeito Helinho Zanatta assinou três contratos para financiamento a obras de infraestrutura na Caixa em solenidade realizada em Piracicaba. Considerados os repasses do Ministério das Cidades e a contrapartida do município, o total investido chega a R$ 1,9 milhão, valor que será aplicado na pavimentação de ruas do bairro Bela São Pedro II. Além de garantir os recursos, a Prefeitura adotou medidas para otimizar o uso dos valores, como a pavimentação por administração direta, método que diminui em cerca de 50% o custo de execução. O trabalho no bairro Bela São Pedro já começou, com abertura de quatro ruas e uma travessa, além da colocação de guias e sarjetas. Neste caso, o investimento é de R$ 405,3 mil liberados via convênio com o Ministério das Cidades. As ruas Olivia Neumman Gomes, Carolina Maria de Jesus, Batista de Oliveira, Jamil Gomes Leite e travessa Moacyr Cadenassi somam 8.047,27 m² e terão toda a infraestrutura necessária com rede de esgoto e água. A tubulação já está sendo instalada. “Os proprietários que tem lotes nestas ruas estão muito felizes, porque agora poderão construir e usufruir do terreno. Além disso, a valorização do bairro e o desenvolvimento vão melhorar a vida de todos”, disse Eurides Zanette, secretário de Obras e Serviços Urbanos de São Pedro. Os projetos para as obras nos bairros Colinas, Nova São Pedro I e parte do Alpes estão em andamento e os recursos são de convênio com o Erplan (Escritório Regional de Planejamento) no valor de R$ 800 mil, do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) 2, de R$1,8 milhão, e do Dade (Departamento de Apoio ao Desenvolvimento das Estâncias),  de R$ 2,3 milhões. Recapeamento já teve início e vai atender 21 bairros Foram três convênios que disponibilizaram os recursos para o recapeamento asfáltico de 21 bairros, totalizando investimento de R$ 4,7 milhões. As verbas são do Dade (Departamento de Apoio ao Desenvolvimento das Estâncias) e da Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Regional do Estado. Até o final de 2015 deverão ser recapeados 220 mil metros quadrados de vias, o equivalente a 320 quarteirões. A rua Joaquim C. da Fonseca, no bairro Vale do Sol, próxima à rodovia SP-304, foi a primeira a receber recapeamento asfáltico, e pelos registros da prefeitura, nunca havia recebido recapeamento. Todas as ruas que serão recapeadas passarão por limpeza; aplicação do RR1C, que é a imprimadura ligante (cola) que faz com que a massa asfáltica não comece a se deteriorar abrindo buracos; depois vem a aplicação do CBUQ, que é a massa na espessura média de 3 centímetros compactados e que tem durabilidade de 20 anos. Na sequência, o setor de Trânsito executa a pintura das guias. Alguns locais mais críticos ainda terão um trabalho de fresagem e aplicação de material mais reforçado, chamado de binder. São três fases de obras em vários bairros. A primeira está em fase de conclusão, a segunda terá início em janeiro e após a conclusão desta começa a terceira. Os bairros que terão recapeamento são Vale do Sol, Portal das Flores, Novo Horizonte, Vila Nova, Santa Helena, Vila Stela, Jardim São Pedro, Jardim São Judas, Jardim Navarro, Jardim Santa Mônica, Jardim Burity, Jardim Nova Estância, Jardim Mariluz, Dorothea, Jardim Botânico 1.000, Recanto das Águas, Jardim Bela Vista, Santa Cruz, Vila Rica, Centro e Horto Florestal. Obra em ETA vai aumentar a produção de água no município Consideradas as obras que já estão em execução e aquelas aprovadas, com liberação garantida de recursos, os investimentos em obras de saneamento em São Pedro somam R$ 7,6 milhões. Uma das ações de maior destaque é a feita na ETA (Estação de Tratamento de Água) 1, localizada na área da sede do Saaesp (Serviço Autônomo  de Água e Esgoto de São Pedro). A instalação de tanques de sedimentação de areia, implantação de floculadores e de novos módulos de decantação vão garantir um aumento diário de 4,3 milhões de litros no volume de água tratada. Essa quantidade extra é suficiente para atender 12.500 pessoas. Esta obra, feita sem nenhuma intervenção no sistema de abastecimento do município, também melhora a produtividade no tratamento de água, especialmente em época de chuva, período em que podem ocorrer dificuldades por conta da turbidez da água. É a maior intervenção dos últimos anos na ETA 1, a principal do município. A obra, que deve ser concluída em fevereiro, custou meio milhão de reais e está sendo realizada com recursos próprios do município. Paralelamente a esta obra, estão em fase de execução ou planejamento, outras ações que vão garantir melhora na distribuição e reservação de água, como a construção de adutora de água bruta (ribeirão Pinheirinho/Furnas) no bairro Santana e de reservatórios nos bairros Jardim Colinas, com capacidade para armazenar 1,5 milhão de litros e Nova Estância, com capacidade de armazenar 2 milhões de litros. Os recursos do Dade (R$2,3 milhões) estão sendo aplicados na construção de estação elevatória de água bruta, adutora de água bruta, estação elevatória de água tratada e reservatório com capacidade de 2 milhões de litros. Todas estas ações vão melhorar o sistema de abastecimento e evitar situações como as observadas atualmente, quando a manutenção da rede antiga muitas vezes exige a interrupção do fornecimento de água. No caso dos recursos liberados via Funasa (R$4,8 milhões), cujas obras estão em licitação, as intervenções incluem construção de estação elevatória na região das Chácaras ABC, de adutora de 1,7 km que vai garantir distribuição de água da ETA 2 e um novo reservatório de 1,5 milhão de litros no bairro Colinas, que será construído ao lado do atual, com capacidade para 500 mil litros. Todas estas obras, feitas com utilização de material de alta tecnologia, vão aumentar significativamente o volume de água disponível para uso em todos os bairros de São Pedro.    
  • Publicar no Facebook
  • Publique um Tweet no Twitter
  • Enviar por e-mail
  • Copiar URL curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
VLibras botão
Acessibilidade com Libras

VLibras

O conteúdo da Prefeitura de São Pedro pode ser traduzido para a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) através da plataforma VLibras.

Clique aqui (ou acesse diretamente no endereço - http://www.vlibras.gov.br/) e utilize a plataforma.