Prefeitura garante serviços de UTI Móvel aos pacientes

imagemG_3978_2966 A Prefeitura de São Pedro contratou recentemente uma empresa particular especializada, qualificada e habilitada para realizar os atendimentos de UTI Móvel aos pacientes da cidade. Além de atender todas as necessidades e equivaler ao mesmo serviço prestado anteriormente pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), a contratação deve resultar em uma economia de cerca de 70% para os cofres públicos, quando comparada à proposta do Samu Regional de Piracicaba. De acordo com a secretária de Saúde e Desenvolvimento Social de São Pedro, Miriam de Souza Silva, após realizar uma pesquisa no mercado, discutir o assunto entre profissionais da saúde pública e até consultar técnicos do Ministério da Saúde, a Prefeitura não achou viável aderir ao Plano Regional. “A proposta da rede de urgência e emergência integrada foi amplamente discutida e negociada ao longo do ano passado com os 11 municípios do aglomerado da nossa região”, disse a secretária. Na proposta do Samu, a cidade de São Pedro teria que pagar R$ 0,90 por habitantes, por mês, para obter os serviços quando necessário. “Baseado no Censo divulgado pelo IBGE em 2010, temos 31.662 habitantes. Dessa forma, multiplicamos 90 centavos por 31.662 e chegamos ao resultado de R$ 28.495,80 mensais, ou seja, um gasto de R$ 341.949,60 por ano”, falou Miriam, ao ressaltar que a média de remoções em 2013 foi de três pacientes por mês. “Se compararmos aos 36 pacientes do ano passado, pagaríamos R$ 9.498,60 por remoção”. Além disso, a secretária analisou portarias que instituem as leis que regem os protocolos e fluxos da rede de atenção às urgência e emergência, já que o município deve realmente inaugurar e colocar em funcionamento a Unidade de Pronto Atendimento (Upa), neste semestre. “A Portaria nº 342, em seu artigo 38, diz que a qualificação da UPA 24h requer comprovação da cobertura do Samu 192 ou termo de garantia assinado pelo gestor de existência de serviço de atendimento equivalente ao realizado pelo Samu 192”. Por conta de todos esses argumentos, o município de São Pedro optou em contratar uma empresa particular para realizar os atendimentos conforme a necessidade. “Com investimento de 28,07% do valor proposto pelo Samu, contratamos uma empresa que garante a remoção de UTI móvel com equipe composta por médico, enfermeiro e socorrista; além de todos os equipamentos necessários para a manutenção da vida”. Sobre possíveis boatos de que o município ficaria sem esse tipo de atendimento, Miriam disse que lamenta o fato de que alguns moradores não conheçam o trabalho que está sendo realizado e as providências adotadas para garantir a eficiência e melhorias dos serviços públicos de saúde. “Infelizmente há pessoas tentando distorcer e causar apavoramento na comunidade, dando a atender que a população ficaria desassistida desse serviço, o que não corresponde à realidade”, declarou a secretária, ao frisar que o primeiro atendimento da empresa aconteceu na semana passada.
  • Publicar no Facebook
  • Publique um Tweet no Twitter
  • Enviar por e-mail
  • Copiar URL curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
VLibras botão
Acessibilidade com Libras

VLibras

O conteúdo da Prefeitura de São Pedro pode ser traduzido para a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) através da plataforma VLibras.

Clique aqui (ou acesse diretamente no endereço - http://www.vlibras.gov.br/) e utilize a plataforma.