Prefeitura abre sindicância

A Prefeitura Municipal de São Pedro abriu sindicância para apurar o caso que envolveu as nove crianças da Creche Halina Bulba Baldon, localizada no bairro Jardim Nova Estância. Dos 18 alunos do Berçário 2, com idade entre 1 ano e seis meses a 2 anos, a metade apresentou sintomas de intoxicação poucas horas depois de comerem uma sopa de legumes - servida por volta das 15 horas da quarta-feira (6). Para descobrir se houve falha no processo do preparo, do manuseio ou na distribuição da merenda, a Prefeitura, por meio da Secretaria de Educação, divulgou nesta quinta-feira (7) a portaria que nomeia a Comissão de Averiguação. Durante os próximos 30 dias, quatro supervisores da rede de ensino irão ouvir os funcionários da creche, do transporte e da Cozinha Piloto, que atualmente serve 13.500 refeições por dia para as 19 unidades escolares do município. “A mesma sopa foi preparada e servida para 180 crianças, de quatro creches. No caso dessa unidade, dos 18 alunos que comeram, nove apresentaram os sintomas de intoxicação. Por conta desses dados, sentimos a necessidade de compor essa comissão e apurar responsabilidades”, declarou a secretária de Educação, Rosely Arrojo. ATENDIMENTO. Na quarta-feira, no período das 19 às 22 horas, 11 crianças foram atendidas na Santa Casa de São Pedro. Segundo a Secretaria de Saúde, nove delas apresentaram o quadro de vômito e diarreia; duas foram apenas por precaução. “Assim que soubemos que as crianças eram de uma única unidade escolar pedimos que uma equipe da própria Educação fosse até a creche e ligasse para todos os pais alertando o possível quadro de intoxicação. Graças a Deus, todos foram medicados e voltaram para casa”, disse a secretária de Saúde, Miriam de Souza e Silva. As equipes da Vigilância Sanitária e Vigilância Epidemiológica também foram acionadas e estiveram na creche e na Cozinha Piloto. “Embora as crianças estejam bem e em suas casas, vamos continuar monitorando até que cheguem os resultados dos exames feitos em cada uma delas”. A Prefeitura também se comprometeu com o medicamento e transporte das crianças, caso seja necessário retornar ao hospital. Até o final da tarde desta quinta-feira, nenhum outro aluno apresentou qualquer sintoma. As unidades escolares seguem com seu funcionando normal.
  • Publicar no Facebook
  • Publique um Tweet no Twitter
  • Enviar por e-mail
  • Copiar URL curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
VLibras botão
Acessibilidade com Libras

VLibras

O conteúdo da Prefeitura de São Pedro pode ser traduzido para a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) através da plataforma VLibras.

Clique aqui (ou acesse diretamente no endereço - http://www.vlibras.gov.br/) e utilize a plataforma.