Pesquisa mostra saúde de São Pedro próxima do alto grau de satisfação

48% dos entrevistados disseram que a saúde pública em São Pedro está “ótima” ou “boa”

Levantamento feito no 2º trimestre pelo Indsat, empresa que faz pesquisas com o objetivo de gerar conteúdo e informações sobre os principais serviços e agentes públicos de municípios, mostra que a saúde pública em São Pedro está apenas a 1 ponto do alto grau de satisfação. O índice é calculado a partir de metodologia criada pelo instituto de pesquisa e leva em conta critérios avaliativos. Entrevistados escolhem entre os conceitos ótimo, bom, regular, ruim e péssimo.

Entre os entrevistados, 48% disseram que a saúde pública em São Pedro está “ótima” ou “boa”. Quase metade dos entrevistados está satisfeita com o serviço prestado. Avaliações “regulares” somaram 15%. A reprovação é de 8%.

Nesta pesquisa, a saúde pública registrou 649 pontos e para atingir o alto grau de satisfação, é preciso marcar 650. Esta classificação deixa São Pedro na vice-liderança do ranking geral de saúde pública do Aglomerado Urbano de Piracicaba, região que tem 12 cidades pesquisadas pelo instituto.

Para a secretária de Saúde e Desenvolvimento Social, Miriam Souza, a pesquisa reflete especialmente os investimentos que garantiram mudanças tanto na parte estrutural da saúde, como construção de unidades básicas – desde 2013 foram construídas três e há outras duas em construção – como em equipamentos, que tem como exemplo o tomógrafo recém-chegado no Hospital São Lucas, a Santa Casa de São Pedro.  

“O reconhecimento é fruto de bastante trabalho. Recuperamos a Santa Casa, ampliamos a rede do SUS com novos serviços e ampliamos a atenção básica. Nosso hospital é referência regional em diversas ações, como cirurgias, exames e serviços,” destaca a secretária.

Também chama a atenção o grande número de cirurgias eletivas realizadas. “Foram 5.080 em 31 meses, desde janeiro de 2017. Este número contabiliza cirurgias realizadas para pacientes de 19 municípios com o objetivo de viabilizar a saúde da regional e também angariar recursos, já que o Ministério da Saúde financiou o custeio dos procedimentos”, afirmou a secretária.  

Outro importante investimento na saúde foi o Centro de Imagens do Hospital São Lucas, que realiza exames de raio-X digital, mamografia, ultrassonografia com dopler colorido, colonoscopia e endoscopia. Entre 1º de janeiro e 31 de agosto deste ano, foram realizados 8.697 exames no local.

No mesmo período, os recursos aplicados na saúde em São Pedro somaram R$ 24,6 milhões. Deste total, 27,85% são oriundos de verbas municipais, número próximo ao dobro dos 15% exigidos pela legislação. O maior volume, R$ 16,1 milhões, foi destinado para assistência hospitalar, seguido pela atenção básica, que recebeu R$ 7,9 milhões.

 

  • Publicar no Facebook
  • Publique um Tweet no Twitter
  • Enviar por e-mail
  • Copiar URL curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
VLibras botão
Acessibilidade com Libras

VLibras

O conteúdo da Prefeitura de São Pedro pode ser traduzido para a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) através da plataforma VLibras.

Clique aqui (ou acesse diretamente no endereço - http://www.vlibras.gov.br/) e utilize a plataforma.