Pesquisa indica alto grau de satisfação na segurança pública em São Pedro

Levantamento feito pela Indsat, empresa que faz pesquisas com o objetivo de gerar conteúdo e informações sobre os principais serviços e agentes públicos de municípios, indica que São Pedro alcançou alto grau de satisfação na segurança pública pela terceira vez consecutiva.

Os resultados, referentes ao segundo trimestre de 2019, mostram que do total de entrevistados, 52% classificaram a segurança pública no município como ótima ou boa e 35% como regular.

O índice de satisfação é calculado a partir de uma metodologia usada pelo instituto de classificação baseada nos critérios de “ótimo”, “bom”, “regular”, “ruim” e “péssimo”. Ao todo, 400 pessoas fazem parte das pesquisas. 

Saúde, educação, transporte coletivo, geração de empregos, abastecimento de água, administração pública estão entre os serviços avaliados pelo Indsat de três em três meses.

Com este resultado, São Pedro ocupa a vice-liderança no ranking do setor, composto por 12 cidades do Aglomerado Urbano Piracicaba. 

Segundo o levantamento, São Pedro está atrás apenas de Cordeirópolis. O Aglomerado Urbano Piracicaba começou a fazer parte das pesquisas da Indsat no último trimestre de 2017, quando o segmento segurança pública registrou 615 pontos. A pontuação passou para 654 no quarto trimestre de 2018, 667 no primeiro trimestre deste ano e 671 no último levantamento.

O cenário mudou no último trimestre de 2018: a segurança pública conquistou alto grau de satisfação pela primeira vez. O resultado atual é o melhor já registrado.

DADOS OFICIAIS – Levantamento feito pela Secretaria de Segurança Pública do Estado também mostram dados positivos relacionados ao tema. O total de roubos, por exemplo, caiu de 42 entre janeiro e julho de 2018 para 27 no mesmo período deste ano, queda de 35,7%. O registro de furtos também caiu. Foram 212 no primeiro semestre do ano passado e 154 no mesmo período deste ano, diferença de 27,3%. Já o furto de veículos registrou queda de 37,5%. Foram 16 nos seis primeiros meses de 2018 e 10 no mesmo período de 2019.

Para o capitão Pansonato, comandante da Cia da Polícia Militar em São Pedro, os resultados refletem a redução nos índices criminais observados não apenas em São Pedro, mas em todo Batalhão, que tem sede em Piracicaba. “É reflexo de um bom trabalho, com a queda dos índices. A população sente-se mais segura, com menos notícias ruins, relacionadas aos crimes”, afirmou. Para o comandante da PM, a Central de Monitoramento é uma ferramenta importante que auxilia no trabalho de prevenção. “É um trabalho desenvolvido em parceria com a Prefeitura que ajuda na pevenção”.

O policial militar cita ainda a credibilidade e transparência da instituição como fatores que auxiliam nos bons índices registrados na pesquisa.

AUXÍLIO IMPORTANTE – Uma das ferramentas que auxiliam o trabalho da segurança pública no município exercido pela Polícia Militar, Polícia Civil e Guarda Civil Municipal é a Central de Operações e Inteligência (COI), que tem hoje 500 câmeras no sistema de monitoramento, com registro de imagens da cidade em vias e próprios públicos. O funcionamento do sistema motivou, no mês passado, visita de representantes do Funseg, Fundo de Segurança de Piracicaba composto por diversas entidades, que vieram em busca de mais informações sobre as atividades na Central. Entre as medidas práticas já registradas está a prisão de ladrões de uma loja no centro da cidade.

Para Tiago Chiosini, presidente do Conseg de São Pedro, a reativação do Conselho, há um ano e meio, e os grupos de Vizinhança Solidária criados em vários bairros também contribuíram para a melhora dos índices relacionados à segurança pública. “É um trabalho conjunto da Polícia Militar e do Conseg que estimulou ações entre moradores e até agilizou o trabalho da PM”, disse o presidente. Ele também citou o monitoramento como fator positivo. “As câmeras colaboram com a segurança. Estão instaladas em pontos estratégicos e não dá para fazer alguma coisa errada e ficar oculto”, disse, informando também que tem planos para expandir o Vizinhança Solidária para outros bairros da cidade. “Ainda vamos chegar ao primeiro lugar”, afirmou, referindo-se à pesquisa.

 

Para delegado, soma de fatores contribuem para a melhora

O delegado Marcel Willian Oliveira Sousa, titular da Delegacia da Polícia Civil em São Pedro, atribui a melhora na avaliação da segurança pública a uma soma de fatores. “Em São Pedro, há um espírito de corpo no combate à criminalidade. A Polícia Civil, Polícia Militar e a Guarda Civil Municipal trabalham de forma coesa e integrada em prol da sociedade”, disse.

O delegado também citou o monitoramento como fator importante no combate ao crime. “Há um entrosamento e a comunicação com a Central de Monitoramento funciona de forma efetiva”, afirmou. Para ele, “as câmeras ajudam bastante” e inibem práticas criminosas.

Em 2018, a Delegacia de São Pedro foi a segunda das 20 unidades da Seccional em produtividade e a terceira do Deinter, que reúne 121 unidades. Para o delegado, o resultado só não é melhor pela falta de recursos. “Infelizmente trabalhamos com menos que o mínimo necessário, mas a vontade de trabalhar faz tirar leite de pedra”, afirmou.

  • Publicar no Facebook
  • Publique um Tweet no Twitter
  • Enviar por e-mail
  • Copiar URL curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
VLibras botão
Acessibilidade com Libras

VLibras

O conteúdo da Prefeitura de São Pedro pode ser traduzido para a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) através da plataforma VLibras.

Clique aqui (ou acesse diretamente no endereço - http://www.vlibras.gov.br/) e utilize a plataforma.