Parte da Escola Abdala está interditada

EMEF Abdala Rahal Farhat NetoA Escola Municipal Professor Abdala Rahal Farhat Neto, no Jardim Navarro, ficará com parte de seu prédio interditado para uma análise mais detalhada sobre reais danos estruturais após um vazamento de água e um cano estourado no início do mês. De acordo com Caio Piedade, Coordenador de Obras, Projetos e Convênios da Prefeitura de São Pedro, será necessária uma inspeção técnica específica para avaliar toda a estrutura, já que o subsolo deverá ser analisado com mais cuidado. Um engenheiro contratado pela prefeitura já fez um pré-laudo e orientou a administração sobre os riscos imediatos. Com isso, o diretor da unidade Luis Fernancho Bachur de Carvalho, juntamente com a Secretária de Educação, Cléia Rivero, pediu uma reunião com pais de alunos, que aconteceu no último dia 6, com a presença de mais de 130 responsáveis para orientar e explicar todos os procedimentos adotados. “A paralisação nesta parte da escola será como medida de segurança. Sabemos da apreensão dos pais sobre o que aconteceu, mas precisamos da compreensão e ajuda de todos. Precisam confiar em nossa equipe para deixarem seus filhos à vontade. Nossa maior preocupação é preservar a integridade de cada vida aqui, por isso estamos tomando esta decisão”, declarou a secretária. Luis Fernando explicou que este vazamento e os problemas estão aparecendo agora, depois de 10 anos de existência da escola. “Até o momento não havia acontecido nenhum dano. Mas como estamos falando de uma obra já existente realizada por outras gestões administrativas, devemos tomar todos os cuidados e analisar como tudo se procedeu”, disse. “Sabemos que deverão ser feitas novas sapatas, mas somente com o laudo completo poderemos dizer todo o procedimento que será adotado. O mais importante agora é saber que o prédio de cima não teve nenhum dano nem mesmo nas suas colunas de sustentação, por isso, as aulas continuarão”, comentou. Os alunos dos 4º e 5º anos que usavam salas no andar danificado foram provisoriamente removidos para o prédio de cima, o qual não foi afetado de acordo com o diagnóstico do pré-laudo. Questões emergenciais estarão sendo realizadas imediatamente e assim que o laudo completo ficar pronto, todas as medidas serão tomadas. “Daqui aproximadamente 40 dias teremos nosso recesso. Neste período, com a escola vazia, toda a obra de reforma e manutenção será feita. Por enquanto foi nos passado que não há risco maior e apenas por uma questão de bom senso pedimos que isolassem a parte de baixo do prédio”, afirmou Cléia. “Não há necessidade nenhuma no momento de suspender as aulas”, disse a secretária. 
 
  • Publicar no Facebook
  • Publique um Tweet no Twitter
  • Enviar por e-mail
  • Copiar URL curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
VLibras botão
Acessibilidade com Libras

VLibras

O conteúdo da Prefeitura de São Pedro pode ser traduzido para a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) através da plataforma VLibras.

Clique aqui (ou acesse diretamente no endereço - http://www.vlibras.gov.br/) e utilize a plataforma.