Parque Maria Angélica ganha 17 câmeras de monitoramento

 

Medida amplia abrangência da Central de Monitoramento e Inteligência recentemente inaugurada

 

O Parque Maria Angélica Manfrinato, um dos principais cartões-postais de São Pedro e destino de muitas pessoas que escolhem o local para a prática de atividades físicas ou de lazer, recebeu 17 câmeras de monitoramento com o principal objetivo de reforçar a segurança do local.

 

A medida amplia a abrangência da Central de Monitoramento e Inteligência recém-inaugurada pela Prefeitura de São Pedro e que exibe imagens de 450 câmeras instaladas em prédios públicos e pontos considerados estratégicos do ponto de vista da segurança, como praças, parques e ruas com ampla movimentação, interligadas por uma rede de 20 km de fibra óptica.

 

Nesta etapa também estão planejadas a instalação de câmeras na rodoviária e nas praças Joaquim Cabana (da Bola), da Bíblia e Otto Ribeiro Medeiros, além de várias ruas do Centro. “A intenção é criar uma cerca virtual na região central, em áreas que podem ocorrer delitos, gerando um reforço importante na segurança”, destaca o responsável pela Central de Monitoramento, Francisco Guerreiro.

 

“A integração entre todos os setores públicos, eficiência do serviço prestado, a diminuição do custo com telefonia e dados e o aumento da segurança com as imagens da Central são alguns detalhes deste projeto que começou a ser desenhado em 2013”, afirma o prefeito Helinho Zanatta. “São poucas cidades do porte da nossa que tem um projeto tão integrado como este”, destacou também o prefeito.

 

A Central de Monitoramento integra amplo projeto que envolve tecnologia, sistema de dados e sistemas e reforço na segurança. A Central é um detalhe do projeto iniciado em 2013 com a intenção de interligar todos os prédios públicos que até então possuíam redes individuais, sem integração de dados, em uma única rede, com compartilhamento das informações, além de integração do sistema de voz, dados e vídeo.

 

A instalação de 20 km de fibra óptica foi um dos passos da implantação que mudou vários aspectos na comunicação interna e externa dos departamentos públicos e com significativas mudanças nos custos, como na telefonia, por exemplo, que teve redução de aproximadamente 80%.

 

A fibra óptica permite também que as ligações entre os departamentos da Prefeitura sejam feitas via ramal. Cada funcionário público tem uma senha que permite identificar todas as chamadas realizadas e inibe o uso indiscriminado.

 

No Saaesp (Serviço Autônomo de Água e Esgoto de São Pedro), além de monitorar os prédios, o sistema de vídeo permite também verificar de maneira remota o nível dos reservatórios de água.

   
  • Publicar no Facebook
  • Publique um Tweet no Twitter
  • Enviar por e-mail
  • Copiar URL curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
VLibras botão
Acessibilidade com Libras

VLibras

O conteúdo da Prefeitura de São Pedro pode ser traduzido para a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) através da plataforma VLibras.

Clique aqui (ou acesse diretamente no endereço - http://www.vlibras.gov.br/) e utilize a plataforma.