Palestras na UBS São Dimas estimulam aleitamento materno

  DSC_3948 DSC_3949 DSC_3953 DSC_3960 DSC_3968 DSC_3971 DSC_3974   Para incentivar o aleitamento materno e divulgar todos os seus benefícios, a Secretaria Municipal da Saúde de São Pedro realiza durante toda esta semana palestras com profissionais que vão orientar gestantes e mães de bebês recém-nascidos sobre a prática. A Semana Mundial do Aleitamento Materno, que vai até sexta-feira e tem como símbolo um laço de fita amarela usado por todos os funcionários da UBS (Unidade Básica de Saúde) São Dimas tem como tema este ano mulheres que trabalham e amamentam. A iniciativa das ações realizadas em todo o mundo tem objetivo de sensibilizar empresas sobre a importância da amamentação, pois a mulher que amamenta falta menos ao trabalho uma vez que seu filho adoece menos. Além disso, o bebê continua recebendo o leite materno, que possui anticorpos que previnem doenças. O médico Raudel Garcia Estopiñan destacou nesta segunda-feira, ao falar com os participantes do primeiro dia das atividades na UBS São Dimas, a importância de manter o aleitamento materno exclusivo até os seis meses da criança e as vantagens da amamentação, como as propriedades do leite materno que garantem mais saúde para a criança e para as mães. Ele também ressaltou que, ao receber orientações e aprender técnicas corretas, as mães podem amamentar mais tranquilas e garantir todos os benefícios. O aleitamento materno reduz os índices de obesidade infantil, de infecções digestivas e respiratórias e de alergias alimentares. Estudos mostram que o leite materno é capaz de reduzir em 13% as mortes por causas evitáveis em crianças menores de 5 anos. A amamentação também ajuda o útero a recuperar seu tamanho normal, diminuindo o risco de hemorragia e de anemia. As chances de se adquirir diabetes ou desenvolver câncer de mama e de ovário também diminuem significativamente para mulheres que amamentam. A recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS) é que o aleitamento materno comece já na sala de parto e que seja exclusivo e em livre demanda (o bebê mama a quantidade que quer, quando quer)  até o 6º mês e se estenda até 2 anos ou mais. NA PRÁTICA – Patrícia Barão, 31, está na quarta gestação, mas tem algumas dúvidas de “mãe de primeira viagem”. “Minha filha mais nova tem 11 anos e sofri muito para amamentar, agora quero que seja diferente”, disse ontem após ouvir as orientações do medicou Raudel. Andrélia Seghesi, grávida pela quinta vez, também não perdeu a oportunidade de ouvir as dicas para um aleitamento tranquilo. “Amamentei minha filha até os 3 anos, mas é sempre bom ouvir mais informações”, disse. Maria Madalena da Silva, 22, foi à palestra com o filho João Paulo, de 2 meses. “Ele está amamentado”, contou, após destacar a importância de receber informações que possam ajudar na rotina com o filho pequeno. PROGRAMAÇÃO – Nas palestras que acontecem sempre às 14h30 e são abertas a todos os interessados, especialmente as gestantes e mães de recém-nascidos da região do São Dimas, assim como agentes de saúde,  também vão falar a fonoaudióloga Vivian, sobre a influência da sucção na fala; a dentista Fabiane, sobre a relação entre amamentação e dentição, a enfermeira Lariane, sobre o retorno ao trabalho e a manutenção da amamentação, a assistente social Ana Carolina,  e a psicóloga Paula. Após as palestras, os participantes recebem um lanche e há sorteio de brindes.  
  • Publicar no Facebook
  • Publique um Tweet no Twitter
  • Enviar por e-mail
  • Copiar URL curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
VLibras botão
Acessibilidade com Libras

VLibras

O conteúdo da Prefeitura de São Pedro pode ser traduzido para a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) através da plataforma VLibras.

Clique aqui (ou acesse diretamente no endereço - http://www.vlibras.gov.br/) e utilize a plataforma.