Palestra e atividades destacam prevenção ao suicídio

 

Suicídio é uma questão de saúde pública e pode ser prevenido em aproximadamente 90% dos casos. Esta foi uma das tônicas abordadas pelo psiquiatra Ricardo Mofato em palestra realizada na quinta-feira na Câmara Municipal como parte da programação do Setembro Amarelo, movimento mundial que tem como meta conscientizar a população sobre a realidade do suicídio.

“É importante falar sobre este tema e mostrar que ele pode ser prevenido. Muitas pessoas acabam cometendo o suicídio por não saberem que podem procurar ajuda antes que o pior aconteça,” disse o médico a um público de aproximadamente 150 pessoas.

Mofato também destacou que os índices de transtornos de ordem psiquiátrica e psicológica, como a depressão, são crescentes e afetam jovens e adultos das mais diversas classes sociais. Entender as causas que levam uma pessoa a pensar em cometer suicídio é medida considerada fundamental, mesmo para aqueles que não sofrem dessas doenças. A recomendação é tentar identificar os sinais para oferecer ajuda a um amigo ou parente que esteja nessa situação.

Entre os participantes do evento estavam famílias assistidas pelo programa Bolsa Família, estudantes das Emebs Professora Maria de Fátima do Amaral, Professora Ricarda de Paiva Lima Berzin e Professor Benedito Modesto de Paula, médico, enfermeiros, agentes de saúde e funcionários do Caps.

A campanha Setembro Amarelo realizada em São Pedro conta com o apoio da Câmara Municipal e Secretarias Municipais de Saúde, Educação, Coordenadoria de Esportes e Lazer.

ATIVIDADES – Também na quinta-feira, pela manhã, a professora Silvana Calciolari, da Coordenadoria de Esportes e Lazer, realizou atividade especial para o Setembro Amarelo. As alunas, todas vestidas de amarelo, participaram de uma aula na praça Gustavo Teixeira e deram um abraço simbólico na praça, para mostrar que sempre haverá pessoas dispostas a ouvir aquelas que precisam de ajuda.

Também estão programadas para este mês para celebrar o Setembro Amarelo, palestras com a psicóloga Vivian Boeira, do Caps voltada para adolescentes e exibição em todas as unidade.

ALERTA - O suicídio é considerado um problema de saúde pública e mata 1 brasileiro a cada 45 minutos e 1 pessoa a cada 45 segundos em todo o mundo. Pelos números oficiais, são 32 brasileiros mortos por dia, taxa superior às vítimas da Aids e da maioria dos tipos de câncer, de acordo com dados divulgados pelo CVV (Centro de Valorização da Vida) .

Desde o dia 1º de setembro, o telefone 188 vale em todo o território nacional como telefone de apoio para quem precisa falar com alguém em uma situação de desespero ou preocupação. O número do CVV funciona 24 horas por dia e sem custo de ligação.

  • Publicar no Facebook
  • Publique um Tweet no Twitter
  • Enviar por e-mail
  • Copiar URL curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
VLibras botão
Acessibilidade com Libras

VLibras

O conteúdo da Prefeitura de São Pedro pode ser traduzido para a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) através da plataforma VLibras.

Clique aqui (ou acesse diretamente no endereço - http://www.vlibras.gov.br/) e utilize a plataforma.