Museu Gustavo Teixeira fecha para visitação no dia 3 de julho

O Museu Gustavo Teixeira vai fechar para visitação do público a partir do dia 3 de julho, quando tem início o trabalho de embalagem e armazenamento de todo o acervo do local que vai passar por uma restauração.

As oficinas realizadas no local vão continuar por um período, já que são realizadas na área externa do prédio.  Com o avanço das obras, um novo local será disponibilizado para a realização das aulas. 

A reforma do prédio centenário vai garantir ações como trocas de telhas e madeiramento, manutenção dos assoalhos de madeira, instalações elétricas e hidráulicas, acessibilidade e banheiro para pessoas com deficiência, além de uma nova pintura.

Os objetos expositórios serão armazenados em embalagens com orientação de profissionais da área e alocados em outro prédio. Hoje o museu possui mais de 900 objetos em 3D, além do acervo histórico documental e iconográfico.

 A maior parte da verba – aproximadamente R$ 800 mil – será do Estado, via Dadetur (Departamento de Apoio ao Desenvolvimento dos Municípios Turísticos), da Secretaria Estadual de Turismo. A contrapartida do município é de aproximadamente R$ 250 mil.

HISTÓRIA - Por mais de 100 anos, o prédio que hoje abriga o Museu serviu como escola para a comunidade. Muitos professores passaram e iniciaram sua carreira no grupo escolar e milhares de crianças são-pedrenses foram alfabetizadas neste local.

O prédio foi oficialmente tombado pelo Condephaat (Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico do Estado de São Paulo) e UPPH (Unidade de Preservação do Patrimônio Histórico) no final de 2010.

O edifício foi construído em 1909, a partir de projeto para 11 escolas elaborado por José Van Humbeeck, com  8 salas de aulas de aula com plantas simétricas para uso independente das seções do sexo masculino e feminino,  isoladas por porta tipo vai e vem localizada no corredor central.

A construção integra conjunto de 126 escolas públicas construídas pelo Governo do Estado de São Paulo entre 1890 e 1930 que compartilham significados cultural, histórico e arquitetônico. 

Destaca-se a qualidade do conjunto caracterizado pela técnica construtiva simples, consolidando o uso de alvenaria de tijolos e por uma linguagem estilística que simplificou os atributos da tradição clássica acadêmica.

Publicado em: 30/06/2022 17:57

  • Publicar no Facebook
  • Publique um Tweet no Twitter
  • Enviar por e-mail
  • Copiar URL curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
VLibras botão
Acessibilidade com Libras

VLibras

O conteúdo da Prefeitura de São Pedro pode ser traduzido para a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) através da plataforma VLibras.

Clique aqui (ou acesse diretamente no endereço - http://www.vlibras.gov.br/) e utilize a plataforma.