Levantamento indica risco baixo de epidemia da dengue em São Pedro

equipe que trabalhou no arrastão contra a dengue   No mês de julho, a equipe do Controle de Endemias, da Secretaria de Saúde, realizou em São Pedro o trabalho de Avaliação da Densidade Larvária, que tem como objetivo identificar a infestação de larvas do mosquito Aedes aegipty, transmissor da dengue, no município. Para isso, a equipe visitou 625 imóveis distribuídos por todas as regiões da cidade, vistoriando as residências e verificando a existência de possíveis criadouros do mosquito, assim como coleta de larvas, quando encontradas. Após o levantamento dos dados foi calculado o Índice Breteau (IB), que define a quantidade de insetos em fase de desenvolvimento nas habitações humanas, que neste ano foi de 0,8, valor que indica um risco baixo de epidemia. O número menor que 1 é classificado como tolerável; de 1 a 3,9, situação de alerta; e superior a 4, risco de surto. Como comparação, no mês de janeiro deste ano o índice observado foi de 2,2. Com o levantamento também foi possível identificar os principais materiais que servem de criadouros para o mosquito em São Pedro. Os mais encontrados foram pratos e pingadeiras para vasos de plantas; latas, frascos e garrafas; baldes; bebedouros de animais; pneus e calhas. Os bairros onde os agentes de endemias encontraram larvas em algumas residências foram São Judas, Recanto, Vila Nova, Centro, Mariluz I, Santa Cruz, Nova São Pedro I e São Dimas.   “Apesar do índice baixo, o trabalho no combate à doença não pode parar. E a colaboração da população é fundamental”, destaca Matheus de Melo Murbach, responsável pelo Controle de Endemias. Ele destaca também a importância de receber bem os agentes, permitindo sua entrada na residência, ouvindo suas instruções e aproveitando para tirar dúvidas.      
  • Publicar no Facebook
  • Publique um Tweet no Twitter
  • Enviar por e-mail
  • Copiar URL curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
VLibras botão
Acessibilidade com Libras

VLibras

O conteúdo da Prefeitura de São Pedro pode ser traduzido para a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) através da plataforma VLibras.

Clique aqui (ou acesse diretamente no endereço - http://www.vlibras.gov.br/) e utilize a plataforma.