Investimento na saúde de São Pedro somam R$ 27,96 milhões

 

Números, referentes a 2017, foram apresentados na audiência pública da saúde realizada na Câmara Municipal

Os investimentos em assistência hospitalar (R$ 16 milhões), atenção básica (R$ 10,3 milhões), Vigilância Sanitária (R$ 654,8mil), Vigilância Epidemiológica (R$ 283,6 mil) e suporte profilático e terapêutico (R$ 125,3 mil) somam R$ 27,96 milhões destinados à saúde em São Pedro em 2017. Os números apresentados na audiência pública da saúde realizada na quinta-feira, dia 1º, mostram também que o percentual de recursos próprios aplicados na saúde foi de 29,96%, praticamente o dobro dos 15% determinados pela legislação.

Realizada na Câmara Municipal, a audiência mostrou números do quarto trimestre de 2017 a uma plateia formada pelo vereador Adriano Vitor, Cleusa Barros, da Comissão Municipal de Saúde e agentes comunitárias de Saúde.

Só as consultas realizadas no período, consideradas as da Umis, especializadas, dos AMEs, das Unidades Básicas de Saúde, PSFs, do Caps, Santa Casa, UPA e odontológicas, somam 58.230, média de 485 consultas diárias realizadas na rede municipal de saúde e serviços complementares.

O número de internações (1.719), partos (136) e cirurgias (765) realizadas entre setembro e dezembro também foi destacado, assim como os medicamentos: foram distribuídos no período 2.321.033 itens. Nas unidades, o total de usuários atendidos com medicamentos foi de 8.369.

No mesmo período foram realizados ainda 13.754 exames variados, como raio-X, ecocardiograma, ultrassom, teste ergométrico, e outros 45.532 exames laboratoriais, além de aplicadas 3.490 doses de vacinas.

PONTO POSITIVO - Coordenador de Atenção Básica, Leandro Sanches destacou a sensível queda nas internações relacionadas à atenção básica observadas entre 2013, quando foram realizadas 446 internações deste tipo e 2017, quando ocorreram 229, queda de 48,65%. “É um indicativo muito importante que estamos no caminho certo. O fortalecimento da atenção básica é nossa meta e com base nisso fazemos o planejamento de todas as ações da rede municipal de saúde”, disse.

A secretária municipal de Saúde, Miriam Souza, ressaltou que a construção de mais duas UBSs, já em andamento, nos bairros Nova São Pedro II e Jardim Primavera, a atenção básica ganha ainda mais. “Vamos ter um índice de cobertura próximo aos 90% da população, com atendimento descentralizado e próximo da população”.

Miriam falou também sobre outras obras na saúde, como a reforma no Hospital São Lucas, a Santa Casa de São Pedro, com modificações na lavanderia, maternidade, centro cirúrgico e Centro de Imagens, e no CER (Centro Especial de Reabilitação), ao lado da Umis. As duas obras serão inauguradas em março. “A melhora na infraestrutura da rede, aliada a outras ações, garante mudança no padrão de atendimento”, destacou.

  • Publicar no Facebook
  • Publique um Tweet no Twitter
  • Enviar por e-mail
  • Copiar URL curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
VLibras botão
Acessibilidade com Libras

VLibras

O conteúdo da Prefeitura de São Pedro pode ser traduzido para a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) através da plataforma VLibras.

Clique aqui (ou acesse diretamente no endereço - http://www.vlibras.gov.br/) e utilize a plataforma.