Governo do Estado determina fechamento dos bares às 20h

Comércio tem horário ampliado para 12 horas diárias; objetivo é evitar aglomeração

O Governo de São Paulo anunciou na sexta-feira,11, novas medidas para tentar barrar o avanço da Covid-19 em todas as regiões do Estado. As novas regras, que entram em vigor no sábado, dia 12, determinam que bares encerrem o atendimento presencial às 20h e que restaurantes e lojas de conveniência em perímetro urbano só vendam bebidas alcoólicas até as 20h, com fechamento às 22h.

Outra medida anunciada é que o comércio em geral e shoppings ficam autorizados a retomar o expediente de 12 horas diárias, com fechamento às 22h, como forma de evitar aglomerações. As medidas foram apresentadas pelo secretário estadual de Saúde, Jean Gorinchteyn, e especialistas do Centro de Contingência do Coronavírus durante entrevista coletiva.

“São essas as medidas que serão tomadas e iniciadas a partir da 0h do dia 12 e terão a duração de 30 dias, prorrogáveis seguindo os índices da pandemia”, declarou o secretário de Saúde. “Temos a necessidade não só de reforçar o sistema de saúde, mas também adotando medidas emergenciais e tendo a possibilidade de uma vigilância que nos garanta a segurança da população”, acrescentou na coletiva.

Além do horário de funcionamento, as determinações indicam a capacidade de público em bares e restaurantes, que fica limitada a 40% de cada estabelecimento. A permanência de clientes em pé está proibida, e cada mesa pode ter, no máximo, seis pessoas. O distanciamento mínimo entre as mesas deve ser de 1,5 metro, com aferição de temperatura e oferta de álcool em gel nos acessos aos estabelecimentos.

Nas lojas de conveniência, os clientes podem permanecer em pé, mas devem seguir as demais normas e horários dos restaurantes. A limitação de venda de bebida alcoólica às 20h vale tanto para o consumo nas lojas como para viagem. A medida é necessária para coibir aglomerações nas imediações das lojas e outros locais públicos.

A capacidade de atendimento presencial nas lojas continua limitada a 40%, com aferição de temperatura e oferta de álcool em gel nos acessos aos estabelecimentos. As demais regras e protocolos previstos para a fase amarela do Plano São Paulo estão mantidos, com possibilidade de revisão prevista para o dia 4 de janeiro.

NOVO PERFIL – Segundo informações do Governo do Estado, as restrições foram definidas devido à mudança de perfil etário na demanda por leitos hospitalares de Covid-19. Entre março e novembro, a maioria das vagas era solicitada para pacientes com idade entre 55 e 75 anos. Nas últimas três semanas, as solicitações para pessoas com idade entre 30 e 50 anos passaram a ser maioria. Os jovens com idade entre 20 e 39 anos representam 40% dos novos casos confirmados e 3,6% das mortes por Covid-19 no Estado.

FISCALIZAÇÃO – Outra medida anunciada na entrevista coletiva foi a ampliação do número de fiscais da Vigilância Sanitária em suporte às equipes municipais. O trabalho será reforçado para coibir o funcionamento irregular de estabelecimentos de qualquer natureza, além de festas, baladas e eventos clandestinos. Em São Pedro, os fiscais do município vão fazer trabalho de orientação e fiscalização das regras.

A Secretaria de Estado da Saúde pediu a colaboração da população no combate a irregularidades e recebe denúncias 24 horas por dia pelo telefone 0800 771 3541 ou e-mail secretarias@cvs.saude.sp.gov.br.

 

Publicado em: 11/12/2020 16:19

  • Publicar no Facebook
  • Publique um Tweet no Twitter
  • Enviar por e-mail
  • Copiar URL curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
VLibras botão
Acessibilidade com Libras

VLibras

O conteúdo da Prefeitura de São Pedro pode ser traduzido para a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) através da plataforma VLibras.

Clique aqui (ou acesse diretamente no endereço - http://www.vlibras.gov.br/) e utilize a plataforma.