Funcionários da Saúde participam de capacitação para ajudar a identificar doença rara

Agentes comunitários de saúde, enfermeiros e assistentes sociais que trabalham na Secretaria Municipal de Saúde participaram na manhã desta quinta-feira de uma capacitação para ajudar a identificar doenças raras como a mucopolissacaridose, doença genética que afeta diversos órgãos do corpo.

“Você são nossos olhos , tem acesso às pessoas e podem fazer busca ativa, o que neste caso, pode significar grande diferença na vida da pessoa”, disse o coordenador  da Atenção Básica, Leandro Carneiro Sanches aos participantes da atividade.

Christian Carvalho, do Instituto Viver, responsável pela capacitação, explica que o principal objetivo é identificar doenças raras desde a infância, fato que pode garantir melhor qualidade de vida aos pacientes.  “Em parceria, mas sem custo para a Prefeitura, vamos fazer o acompanhamento de casos que podem ser classificados como doenças raras e o atendimento especializado é muito difícil”, afirmou. A capacitação foi ministrada pela enfermeira  Gliciane Afonso.

No caso da mucopolissacaridose, também chamada de MPS II, entre as características estão baixa estatura, deformidade óssea e hiperatividade.  Caso os agentes de saúde ou enfermeiros identifiquem algumas das características, será feita análise específica para atendimento especializado e acompanhamento, sem custo para o paciente.

  • Publicar no Facebook
  • Publique um Tweet no Twitter
  • Enviar por e-mail
  • Copiar URL curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
VLibras botão
Acessibilidade com Libras

VLibras

O conteúdo da Prefeitura de São Pedro pode ser traduzido para a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) através da plataforma VLibras.

Clique aqui (ou acesse diretamente no endereço - http://www.vlibras.gov.br/) e utilize a plataforma.