Escola em tempo integral melhora desempenho dos alunos

Há hoje em São Pedro 1.112 alunos que frequentam o período integral em 10 unidades escolares do município

Vista como oportunidade para educação com maior qualidade, construção de espaços participativos que favoreçam a aprendizagem em uma proposta de formação integral do indivíduo e de cidadãos participativos e atuantes, a escola em tempo integral - Programa Novo Mais Educação – atende hoje em São Pedro 1.112 alunos da rede municipal de ensino em dez unidades escolares.

Os estudantes desenvolvem atividades no contraturno das aulas na própria unidade escolar, no Nape São Dimas, no caso dos alunos da escola Guido Dante e no espaço da escola estadual Vicente Luiz Grosso, caso dos alunos da Emeb Abdala Rahal Farhat Neto.

A primeira avaliação do programa  - tanto dos alunos como dos responsáveis pelas aulas – que teve início em agosto de 2015, foi feita este ano e ainda não houve a devolutiva do MEC (Ministério da Educação), mas, na prática, a percepção dos professores é de evolução pedagógica. “Ainda há arestas a aparar, mas estamos no caminho”, destaca a supervisora Adriana de Luca Spigolon.

“As oficinas de apoio pedagógico, com no máximo 15 alunos, permitem um atendimento mais individualizado. O conhecimento é trabalhado de forma diferenciada, com valorização do lúdico e do concreto e isso gerou melhora nas notas” conta a diretora da Emeb Guido Dante, Ana Paula Marconi Cirizola. No Nape São Dimas,são atendidos 211 alunos do 1º ao 6º ano.

Além das aulas do apoio pedagógico, os estudantes da Emeb Guido Dante frequentam também oficinas de artesanato, capoeira e circo. “Há uma interação social entre as oficinas, a equipe é integrada e trabalha de forma multidisciplinar” avisa a coordenadora do Nape no período da manhã, Juliana Andrade.

Na interligação entre as atividades das oficinas, é interessante observar que materiais produzidos pelos próprios alunos são utilizados nas apresentações. As roupas do maculelê, por exemplo, atividade que faz parte da oficina de capoeira, são feitas com a técnica tie dye pelos próprios alunos, nas aulas de artesanato.

DIVERSÃO – Carlos Kaique Araújo dos Santos, 12, aluno do 6º ano do Guido Dante, frequenta o período integral desde o início do ano. Suas oficinas preferidas são o circo e a capoeira. “Gosto de brincar com a bola”, conta ao relatar a atividade que exige bastante coordenação motora. Nas aulas de circo os alunos também fazem atividades com a perna de pau, tecido, malabares, cordas e ginástica rítmica.

Para trabalhar os aspectos cognitivo, afetivo, motor, social, emocional e cultural dos alunos do Tempo Integral também são realizadas, nas outras unidades, oficinas de dança, educação patrimonial, leitura, futsal, pintura, teatro, iniciação musical, tênis de mesa e xadrez.

Há também o desenvolvimento de projetos específicos como o realizado pelos 41 alunos da Emeb Abdala que frequentam as oficinas realizadas no espaço da escola estadual Vicente Luiz Grosso. “Trabalhamos de forma multidisciplinar temas como higiene bucal, cuidados pessoais e fizemos o Dia da Beleza. De forma lúdica, com brincadeiras e descontração, estimulamos a autonomia e criatividade dos alunos” conta a coordenadora do Tempo Integral do Abdala, Teresa Lacerda.

Neste projeto, por exemplo, foram trabalhados, noções de matemática com pesquisa sobre os preços dos materiais de higiene, português, com atividades que citavam o nome dos produtos. “Essa maneira de trabalhar os temas permite potencializar as atividades com interação, socialização e cidadania”, afirma Teresa.

SUPORTE – Os alunos deslocados para atendimento no Nape São Dimas e no Vicente Grosso utilizam o transporte escolar municipal e todos os que frequentam o período integral recebem café da manhã, lanche da manhã, almoço, lanche da tarde e, em alguns casos, jantar, nas unidades escolares.

Possuem o período integral as Emebs Professor Abdala Rahal Farhat Neto, Professor Benedito Modesto de Paula, Dr. Celso Silveira Mello, Guido Dante, Gustavo Teixeira, Iracy Bertochi, Professor Joaquim Norberto de Toledo, Professora Maria de Fátima do Amaral, Professora Ondina Mendes Parreira, Professora Ricarda de Paiva Lima Berzin.

Podem participar do Programa Mais Educação alunos que recebem o Bolsa Família, os que apresentam baixo rendimento escolar e os que estão em situação de vulnerabilidade social. Caso haja vagas após a observação destes critérios, outros pais que demonstraram interesse no programa podem matricular seus filhos.

O programa Novo Mais Educação tem duração de 8 meses, portanto, os trabalhos iniciados em março terão duração até 30 de novembro.

 

Ideb da rede municipal de ensino de São Pedro supera meta de 2021

Um dos bons indicativos da evolução da educação no município é o avanço do Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação). O índice foi criado em 2007 e reúne, em um só indicador, os resultados de dois conceitos igualmente importantes para a qualidade da educação: o fluxo escolar e as médias de desempenho nas avaliações.

O Ideb é calculado a partir dos dados sobre aprovação escolar, obtidos no Censo Escolar, e das médias de desempenho nas avaliações do Inep, o Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb) – para as unidades da federação e para o país, e a Prova Brasil – para os municípios.

Em São Pedro, o Ideb dos alunos da 8ª série/9º ano cresceu 18,2%. O número passou de 4,4 em 2011 para 5,2 em 2015 – última avaliação disponível -  e superou a meta de 4,5 estabelecida para 2021.

Na avaliação feita com estudantes da 4ª série/5º ano, a evolução foi de 5,3%, passando de 5,7 em 2011 para 6,0 em 2015, número superior à meta estabelecida para 2017 (5,9) e acima do índice nacional de 5,3. O Ideb é realizado a cada 2 anos.

  • Publicar no Facebook
  • Publique um Tweet no Twitter
  • Enviar por e-mail
  • Copiar URL curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
VLibras botão
Acessibilidade com Libras

VLibras

O conteúdo da Prefeitura de São Pedro pode ser traduzido para a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) através da plataforma VLibras.

Clique aqui (ou acesse diretamente no endereço - http://www.vlibras.gov.br/) e utilize a plataforma.