Em 4 meses, Saúde registra 4.691 faltas a consultas e exames

saude audiencia 2 saude audiencia   As unidades de saúde de São Pedro registraram, entre julho e agosto de 2014, 4.691 faltas de pacientes para consultas e exames agendados. O maior índice de ausência foi registrado no Centro de Saúde Bucal. Das 1.348 consultas agendadas e atendimentos de emergência, 302 pacientes não compareceram, o que representa 22,4% do total. Na Umis (Unidade Mista de Saúde), que registrou o maior número de consultas no período – 25.745 – o número de faltas é de 3.234, o que representa 12,56% do total. Os dados foram anunciados na audiência pública da saúde, realizada na última segunda-feira, dia 29, no Museu Gustavo Teixeira, com apresentação das informações relativas ao 2º quadrimestre de 2014. Para elaboração do levantamento foram considerados os serviços de saúde prestados na Umis, UBS (Unidade Básica de Saúde) São Dimas, Centro de Saúde Bucal, ESF (Equipe Saúde da Família) São Dimas, PSF (Programa Saúde da Família) Alpes das Águas, ESF Bela São Pedro e UBS Santo Antonio. Nestas unidades, entre maio e agosto, foram agendadas 37.254 consultas e exames. Também há registro de ausências em consultas e exames feitos fora de São Pedro, mas viabilizados pela Secretaria Municipal de Saúde. No caso de exames de média e alta complexidade, foram 410 consultas e exames agendados e 49 faltas, o que corresponde a 12%, mesmo índice observado para consultas e exames realizados nos AMEs de Limeira, Piracicaba, Rio Claro, Santa Bárbara e Mogi Mirim. Foram 909 agendamentos e 130 faltas. A apresentação feita pela secretária de Saúde e Desenvolvimento Social, Miriam de Souza Silva e pela coordenadora de Vigilância em Saúde, Gislene Nicolau dos Santos, destacou também o balancete de despesas empenhadas, que indica o total de R$ 14,7 milhões. A maior parte dos recursos foi para atenção básica (R$ 7,8 milhões) e assistência hospitalar (R$ 6,5 milhões). Ao listar o total de despesas liquidadas, que representam valores que já foram pagos, o total chega a R$ 11,19 milhões . A atenção básica também lidera neste item, com R$ 5,7 milhões, seguida pela assistência hospitalar, com R$ 5,1 milhões. Com a presença do presidente da Comissão Municipal de Saúde, Carlos Eduardo Quaresma, também foram apresentados outros dados importantes da área, como o transporte de 3.654 pacientes para fora do município e o atendimento de 16.141 usuários na farmácia municipal e outros 3.550 na farmácia de alto custo. Considerados os itens dispensados, o registro indica 4,9 milhões de unidades no período de maio a agosto.O levantamento da Secretaria de Saúde mostra que foram realizados 23.574 exames laboratoriais nos quatro meses. Na Santa Casa foram realizados 3.372 exames de laboratório, 5.590 raio-X, 420 ultrassons, 379 mamografias e 1.708 outros exames. Também chama a atenção o número de consultas e procedimentos na Santa Casa neste período. Foram 28.777 procedimentos de enfermagem, 16.484 consultas médicas, 228 procedimentos cirúrgicos e 2.609 consultas de enfermagem. A secretária de Saúde e Desenvolvimento Social diz que as faltas prejudicam o município como um todo. “Atrapalha o próprio paciente que vai precisar reagendar a consulta ou exame, outros que aguardam horário para estes procedimentos e os gestores, que precisam reprogramar todo o atendimento”, afirma. Miriam também relata que nos casos dos exames externos, a situação ainda é mais preocupante. “Quando há registros de falta, o município pode ser classificado como faltoso, o que dificulta o agendamento de novos exames para outros pacientes”, explica. Para a secretária, a responsabilidade precisa ser compartilhada. “Como gestores temos a responsabilidade de disponibilizar o atendimento e o paciente tem que assumir a responsabilidade de não faltar”, destaca.
  • Publicar no Facebook
  • Publique um Tweet no Twitter
  • Enviar por e-mail
  • Copiar URL curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
VLibras botão
Acessibilidade com Libras

VLibras

O conteúdo da Prefeitura de São Pedro pode ser traduzido para a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) através da plataforma VLibras.

Clique aqui (ou acesse diretamente no endereço - http://www.vlibras.gov.br/) e utilize a plataforma.