Comitê fala sobre regras da fase laranja

Reunião aconteceu na tarde desta sexta-feira no gabinete do prefeito Thiago Silva

O Comitê de Prevenção e Enfrentamento ao Coronavírus de São Pedro reuniu-se na tarde desta sexta-feira para falar sobre as regras da fase laranja, classificação dada pelo governo estadual, também na sexta-feira, à região de Piracicaba, da qual São Pedro faz parte.

A proibição de atendimento presencial em bares é a principal mudança das regras que passam a valer segunda-feira, 18. A fase laranja, a segunda mais restritiva do Plano São Paulo, é considerada uma etapa de atenção, com eventuais liberações.

“Precisamos nos conscientizar e adotar as medidas necessárias para evitar o contágio. Vamos mais uma vez reforçar a orientação e fiscalização dos estabelecimentos para que as determinações do Estado sejam cumpridas e a saúde preservada”, disse o prefeito Thiago Silva.

Nesta fase, pelos novos critérios estabelecidos pelo Estado, todos os setores de comércio e serviços são permitidos, com exceção ao atendimento presencial em bares; a capacidade de ocupação para todos os setores é de no máximo 40%; o funcionamento é pelo período de, no máximo, 8 horas por dia; o atendimento presencial em todos os estabelecimentos é permitido até as 20h; parques, salões de beleza e academias podem abrir, desde que seguidas as regras de capacidade de ocupação.

Outra recomendação do Centro de Contingência do Estado é para que todos os 645 municípios paulistas endureçam regras para reuniões de trabalho em locais fechados, como limite máximo de 25 pessoas e distanciamento mínimo de 1,5 metro. Eventos sociais e familiares também devem ser evitados devido ao recrudescimento da pandemia. O uso de máscaras em todos locais de acesso público é obrigatório.

Segundo o Estado, Prefeituras que se recusarem a seguir as normas estabelecidas  ficam sujeitas a sanções judiciais.

A nova classificação estava prevista para 5 de fevereiro, mas foi antecipada por conta da piora dos indicadores da pandemia, com aumento no registro de casos, internações e mortes por Covid-19.

PREVENÇÃO - Na reunião do Comitê local também foi informado que o trabalho de desinfecção das ruas de São Pedro com quaternário de amônia iniciado na segunda-feira, dia 11, vai ter continuidade.  Pontos estratégicos e de maior circulação de pessoas recebem o produto usado também para desinfecção de hospitais, clínicas e domiciliares, com autorização da Anvisa e sem provocar qualquer dano aos animais ou ao Meio Ambiente. O produto fica ativo por até três dias.  Em São Pedro, até o dia 14 foram confirmados 1.224 casos de Covid-19. 

Publicado em: 15/01/2021 17:03

  • Publicar no Facebook
  • Publique um Tweet no Twitter
  • Enviar por e-mail
  • Copiar URL curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
VLibras botão
Acessibilidade com Libras

VLibras

O conteúdo da Prefeitura de São Pedro pode ser traduzido para a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) através da plataforma VLibras.

Clique aqui (ou acesse diretamente no endereço - http://www.vlibras.gov.br/) e utilize a plataforma.