Coleta seletiva recolhe 12,5 toneladas de recicláveis em outubro

img_6788

A coleta seletiva de lixo iniciada em julho em São Pedro recolheu 12.583 quilos em outubro. O montante ultrapassa a média estimada pela empresa vencedora da licitação, que calculava recolher até 10 toneladas por mês.

“Começamos a coleta e com a divulgação boca a boca, o pessoal fica sabendo e está participando”, diz Mariana Silva, da empresa responsável pela coleta. Ela diz também que é comum no final do ano haver um volume maior. “O pessoal aproveita para arrumar a casa, descartar o que não usa mais”, diz.

Até junho do próximo ano, Mariana acredita que o volume pode chegar a 20.000 quilos por mês. “Com a colaboração da população, podemos atingir este volume e contratar mais gente para trabalhar”, avisa. Hoje são 7 pessoas que fazem o trabalho de coleta e triagem em um barracão instalado no bairro Nova São Pedro.

Entre o material recolhido, nem tudo é reciclável. Mariana conta que é comum as pessoas separarem itens como madeira, pneu, absorvente, papel higiênico e isopor, materiais que não são reutilizados.

 A coleta seletiva integra as ações planejadas pelo Saaesp (Serviço Autônomo de Água e Esgoto) e Prefeitura de São Pedro, por meio da Coordenadoria de Desenvolvimento Social e Secretaria Municipal de Educação, para o Plano de Educação Ambiental, que prevê também ações como a capacitação de professores para que se tornem multiplicadores de informações de informações sobre educação ambiental com foco na conservação do meio ambiente.

CAPACITAÇÃO -  A empresa responsável pela elaboração do Plano de Educação Ambiental fez um curso de capacitação para 23 professores de 17 escolas da rede municipal de ensino que agora vão trabalhar o tema com seus alunos. Os estudantes vão receber panfletos com orientações sobre a coleta seletiva e trabalhar também com uma cartilha elaborada sobre o tema.

As ações foram programadas após a assinatura do TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) com o Ministério Público no ano passado e que prevê, entre outras ações, a coleta seletiva de lixo e o tratamento de esgoto, obra já iniciada e que deve ser concluída em 2017.

O plano prevê ainda a realização de atividades para evitar ações como descarte de resíduos sólidos em cursos de água e ocupação irregular de áreas ribeirinhas. A ideia é promover amplas discussões sobre os principais problemas da cidade e buscar soluções.

“Queremos plantar uma semente para a cultura ambiental”, disse Diego Cidade, da empresa contratada para elaboração do plano. Nilson Marchesi, da Coordenadoria de Desenvolvimento Social, avisa que a proposta é desenvolver ações que sejam duradouras.

Na apresentação do Plano, a secretária de Educação Cleia Rivero destacou que muitas das ações realizadas em escolas da rede municipal serão compartilhadas para que experiências bem sucedidas sejam replicadas.

CRONOGRAMA – O cronograma de coleta seletiva foi divido por bairros. O caminhão passará em dias determinados, uma vez por mês. Podem ser destinados para a reciclagem materiais como jornais, revistas, caixas, papelão, folhas de caderno, tampa, potes, frascos, garrafas de plástico, garrafas PET e latas de alumínio.

Na primeira quinzena de cada mês, a coleta será realizada às segundas-feiras nos bairros Santa Mônica, Recanto das Águas, Jardim Cássio Paschoal Padovani, São Judas, Vila Baltieri, Vila Pindanga, Portal das Flores, Vale do Sol e São Benedito. Nas terças-feiras, os bairros atendidos serão Jardim Botânico, São Tomé, Horto Florestal, Jardim São Dimas, Bela Vista, Jardim São Pedro; às quartas-feiras, Novo Horizonte, Jardim Itália, Dorothea, Mariluz I, II e III e Jardim Nova Estância e às quintas-feiras, Santa Cruz, Pallú, Jardim Navarro, Cidade Jardim e Vila Rica.

Na segunda quinzena de cada mês, os bairros atendidos serão, às segundas-feiras, Jardim Itaquerê, Jardim Serrano, Jardim Holliday, Jardim Buriti, Vila Olinda e Centro, às terças-feiras, Vila Nova, Santa Helena e Vila Estela e na quarta-feira, Colinas de São Pedro, Nova São Pedro I e II, Mirante, Theodoro de Souza Barros e Bela São Pedro.

O material destinado à reciclagem deve ser separado e colocado em frente às residências no dia da coleta. Os coletores vão entregar sacolas específicas, na cor verde, para esta coleta. Para facilitar a identificação, o caminhão deve ser equipado com equipamento de som.

  • Publicar no Facebook
  • Publique um Tweet no Twitter
  • Enviar por e-mail
  • Copiar URL curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
VLibras botão
Acessibilidade com Libras

VLibras

O conteúdo da Prefeitura de São Pedro pode ser traduzido para a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) através da plataforma VLibras.

Clique aqui (ou acesse diretamente no endereço - http://www.vlibras.gov.br/) e utilize a plataforma.