Capacidade de adutora chega a 10%

[caption id="attachment_4377" align="alignnone" width="300"]Adutora sairá da Estação de Captação do Santana passando pelas duas pontes Estação de captação fica no bairro Santana[/caption]       A capacidade de captação da principal adutora de abastecimento de água de São Pedro, localizada no bairro Santana, chegou a 10% na última semana. A situação, considerada crítica, é resultado da seca mais intensa dos últimos cem anos no Sudeste brasileiro. Para tentar a amenizar a situação, o Saaesp (Serviço Autônomo de Água e Esgoto de São Pedro) voltou a adotar racionamento das 9h às 17h e pede que a população use a água de forma racional, apenas para situações essenciais. “Estamos na pior estiagem dos últimos 100 anos, quando tivermos nosso verão mais quente. Em dezembro de 2013, nossas chuvas foram 72% abaixo do normal. Agora, é hora da conscientização para o uso racional da água”, informou Sérgio Patrício, diretor-presidente do Saaesp. As fontes de abastecimento de água em São Pedro são os ribeirões Samambaia, Pinheirinho e do Meio, todos afetados pela estiagem, além de dez poços artesianos. Levantamento feito pela Folha de São Paulo indica que a falta de água atinge 13,7 milhões de pessoas em 68 municípios de São Paulo, fora a capital. Desses, 38 já adotaram o racionamento, três estão em situação de emergência e um em calamidade pública. Ainda de acordo com o levantamento do jornal, Campinas, Piracicaba e Americana sofrem com a falta de água, mas não assumiram o racionamento. Em Itu, cidade que enfrenta graves problemas de abastecimento e adotou racionamento desde fevereiro, os caminhões pipa que estão abastecendo alguns bairros precisam ter escolta policial. O departamento técnico do Saaesp esclarece que apesar do abastecimento de água ser restabelecido às 17h, a água pode demorar mais tempo para chegar a bairros localizados na parte mais alta da cidade, como o Mariluz, Recanto, Vila Nova e São Judas. A adutora no bairro Santana é responsável por aproximadamente 70% do abastecimento de água em São Pedro, o que provoca problemas no fornecimento de água nos bairros Dorothea, Cidade Jardim, Nova Estância, Mariluz I, II e III, Centro, Pallú, Santa Cruz, Jardim São Pedro,  Jardim Botânico, Recanto das Águas e Horto Florestal. Nesta adutora ocorre a captação de água bruta, depois encaminhada para Estação de Tratamento de Água (ETA 1), no bairro Vila Olinda  e em seguida para o abastecimento dos bairros.
  • Publicar no Facebook
  • Publique um Tweet no Twitter
  • Enviar por e-mail
  • Copiar URL curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
VLibras botão
Acessibilidade com Libras

VLibras

O conteúdo da Prefeitura de São Pedro pode ser traduzido para a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) através da plataforma VLibras.

Clique aqui (ou acesse diretamente no endereço - http://www.vlibras.gov.br/) e utilize a plataforma.