Campanha vai estimular consumo consciente da água

O Saaesp (Serviço Autônomo de Água e Esgoto de São Pedro) prepara campanha para conscientizar sobre a importância da economia de água e divulgar ações que estimulam o consumo consciente. “O objetivo principal é dar informações sobre o uso correto da água para que a população continue economizando e para que possamos atravessar o período de estiagem sem maiores traumas e sem necessidade de fazer racionamento”, informa o diretor presidente da entidade, Sérgio Patricio. As ações serão divulgadas na imprensa e em panfletos que serão distribuídos em vários pontos da cidade, além da entrega que será feita casa a casa pelos leituristas do Saaesp. Patricio diz que a situação atual está sob controle. “Estamos trabalhando para atender a necessidade de consumo da população de São Pedro”, informou. Segundo ele, graças ao uso consciente já adotado por parte dos moradores, o consumo diminuiu nos últimos meses. São Pedro tem 14 mil ligações de água e faz, em média, 50 ligações novas por mês. O município consome aproximadamente 12 milhões de litros de água por dia e as fontes de abastecimento são os ribeirões Samambaia, Pinheirinho e dez poços artesianos. Na maior crise hídrica da história na região centro-sul do país e com as mais altas temperaturas registradas nos últimos 70 anos, a situação exige medidas eficazes para garantir o fornecimento de água, recurso essencial para todos. A falta de chuvas e as condições climáticas geram crises como a observada no Sistema Cantareira, que abastece a grande São Paulo. Com os mais baixos índices de volumes já registrados, foi preciso usar a reserva técnica, que garantiu a entrada de 182,5 bilhões de litros de água no sistema. Mesmo assim, o índice chegou a 25,4% da capacidade de sistema no último dia 27, por exemplo. MEDIDAS PRÁTICAS - Para que não falte água na torneira de ninguém, as recomendações são para adoção de medidas que podem significar também economia na conta de água.  Reduzir o tempo no chuveiro é uma delas. A redução de um banho de 10 minutos para um de cinco minutos significa economia de 30 a 80 litros de água. Encher a pia para esfregar pratos, talheres e outros utensílios de cozinho é outra dica em busca de economia, que neste caso pode chegar a 10 litros por dia. Para lavar roupas, o ideal é acumular uma quantidade suficiente para utilizar toda a capacidade da máquina de lavar. No caso de utilização do tanque, a torneira deve permanecer fechada enquanto as roupas são ensaboadas e esfregadas. A cada 15 minutos de torneira aberta, o gasto é de 270 litros de água, o dobro de um ciclo completo de lavagem em uma máquina com capacidade de 5 kg. Há ainda hábitos que são sinônimos de desperdício, mas alguns insistem em praticar, como o uso de mangueira para lavar calçada, prática que pode consumir nada menos que 280 litros de água. Para evitar o consumo excessivo, é preciso usar vassoura e caso haja necessidade, um balde para jogar água que já pode ter sido utilizada, como a dispensada pela máquina de lavar, por exemplo. “Ao observar uma atitude de desperdício, o melhor a fazer é conscientizar a pessoa e explicar que se cada um fizer a sua parte, todos serão beneficiados”, ressalta Patricio.  
  • Publicar no Facebook
  • Publique um Tweet no Twitter
  • Enviar por e-mail
  • Copiar URL curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
VLibras botão
Acessibilidade com Libras

VLibras

O conteúdo da Prefeitura de São Pedro pode ser traduzido para a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) através da plataforma VLibras.

Clique aqui (ou acesse diretamente no endereço - http://www.vlibras.gov.br/) e utilize a plataforma.