Campanha para coleta de sangue será no dia 17

doacaodesangue1   A intenção é aumentar o número de doadores das últimas coletas, já que no inverno os estoques nos hemonúcleos caem em média 30% A Secretaria de Saúde e Desenvolvimento Social de São Pedro e o Hemonúcleo de Piracicaba promovem no dia 17 de outubro, mais uma campanha para coleta de bolsas de sangue. A necessidade de aumento nos doadores nesta época resulta na diminuição dos estoques, já que no inverno a queda é, em média, de 30%, prejudicando pacientes à espera, principalmente, de transfusões. O sangue coletado é fracionado em plasma fresco, concentrado de hemácias e plaquetas e o material é encaminhado aos pacientes de acordo com a necessidade de cada um. A partir de uma doação, de três a quatro pessoas são beneficiadas. O concentrado de hemácias ou glóbulos vermelhos é utilizado no tratamento de anemia, por exemplo. As plaquetas nos casos de hemorragia ou em tratamentos de pessoas com câncer. E o plasma é usado em pacientes com problemas de coagulação. Todos os tipos de sangue devem ser doados, pois há grande demanda e nada é desperdiçado. Um homem saudável pode doar sangue a cada dois meses, no máximo quatro vezes ao ano. Já a mulher pode doar a cada três meses, com o limite de três vezes ao ano. A campanha, organizada em São Pedro pela Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde, acontecerá na Umis (Unidade Mista Integrada de Saúde), das 8h às 12h. MITOS – Doar não ‘engrossa’ ou ‘afina’ o sangue como muita gente acredita. Também não provoca variações de peso e mulheres no período menstrual podem fazer doação, mas as grávidas estão impedidas até depois do parto. Após o nascimento do bebê, a nova mãe deve esperar pelo menos três meses para nova doação, se o parto for normal. Doar não enfraquece o organismo e não existem riscos de se contrair doenças durante a doação, já que todo material utilizado é descartável. REQUISITOS – Para doar sangue é preciso estar em boas condições de saúde, ter entre 18 e 65 anos; pesar no mínimo 50kg; estar descansado e alimentado (evitar alimentação gordurosa nas 4 horas que antecedem a doação) e apresentar documento original com foto emitido por órgão oficial. As pessoas que quiserem podem se alimentar na própria Umis, que oferece alimentos adequados para a doação. Pessoas gripadas não devem doar sangue, as mulheres que tiveram filho recentemente devem aguardar 90 dias no caso de parto normal e 180 dias após a cesariana. O interessado em participar da campanha de doação não pode ingerir bebida alcoólica nas 4 horas que antecedem a doação. Também ficam impedidos de participar pessoas que fizeram tatuagem nos últimos 12 meses e aqueles que adotaram comportamento considerado de risco para doenças sexualmente transmissíveis, como não usar preservativo com parceiros ocasionais. Estão impedidos de doar sangue pessoas que tiveram hepatite após os 10 anos de idade, com evidência clínica ou laboratorial de hepatites B e C, HIV, doenças associadas aos vírus HTLV I e II e Doença de Chagas, além daquelas que fazem uso de drogas injetáveis ilícitas.
  • Publicar no Facebook
  • Publique um Tweet no Twitter
  • Enviar por e-mail
  • Copiar URL curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
VLibras botão
Acessibilidade com Libras

VLibras

O conteúdo da Prefeitura de São Pedro pode ser traduzido para a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) através da plataforma VLibras.

Clique aqui (ou acesse diretamente no endereço - http://www.vlibras.gov.br/) e utilize a plataforma.