Café Musical – Viola e Amigos reúne diferentes estilos no Museu Gustavo Teixeira

gabrielpolegate

Para divulgar o trabalho desenvolvido pelos músicos locais e as várias possibilidades de apresentações musicais, o jovem talento Gabriel Ferreira Polegate, de 17 anos, decidiu organizar uma apresentação especial. O Café Musical – Viola e Amigos, marcado para o próximo dia 30, às 16h, no Museu Gustavo Teixeira, terá apresentações de música vocal e instrumental, com viola, violão, acordeão, flauta e piano.

Gabriel faz aula de viola desde os 13 anos, mas foi nas oficinas oferecidas pela Coordenadoria de Cultura que seu talento ganhou potência. Ele toca, além da viola, violão e cavaco. “Me considero bem eclético, gosto de vários estilos”, conta o recém-aprovado no curso de engenharia mecânica que faz planos para fazer também uma faculdade de música.

O jovem músico continua a frequentar as aulas de João Paulo Amaral e hoje também dá aulas e participa da Orquestra Filarmônica de Viola de Campinas. “Este evento é uma demonstração da importância da música na vida das pessoas. Mesmo sendo de diferentes épocas e gêneros, o Café Musical vai conseguir unir diferentes gostos e proporcionar uma oportunidade variada de arranjos conhecidos e inéditos. Além desse resgate, esta apresentação será também uma oportunidade de divulgar músicos de São Pedro e região”, disse.

O repertório será composto por músicas já consagradas de viola caipira, como Mercedita e Tocando em Frente, além de composições para o violão clássico, com Lied. Chorinhos também entram no roteiro, como a música Brejeiro. As músicas escolhidas retratam amostra que vai do Sul ao Nordeste brasileiro.

Vão se apresentar com Gabriel os músicos Rafael Rainho (violão), Sandra Braga (voz), Lucas Melo (violão), Ana Sca (voz e violão), Luiza Kato ( viola e flauta transversal), Elza Kato (viola), Jair Galante (viola), Bruno Thomé (viola), Edson Travaina Júnior (violão), Julia Dias (voz), Rodrigo Alves (violão), Sandra Golinelli (piano), Rosa Migata (voz), Matheus Braga (piano) e Geninho (acordeão). O evento é gratuito e aberto a todos os interessados.

OFICINAS DE VIOLA –Iniciadas em abril de 2013, por meio da Coordenadoria de Cultura, as oficinas de viola têm a turma de iniciantes, que aprende os acordes e ritmos básicos da viola caipira como toada, cururu e guarânia, além de solos ponteados. Já as turmas dos iniciados no curso básico, aprimoram-se nos gêneros básicos e aprendem os ritmos mais avançados da viola, executando arranjos instrumentais e cantados especialmente construídos em naipes de violas, ou seja, escritos em várias vozes de forma que a turma, em cada música tocada, se divide em vários subgrupos de violas e toca linhas diferentes que compõem o arranjo final. Assim, ganham a experiência de tocar em grupo e de assumirem diferentes funções musicais em cada música escolhida, seja fazendo acompanhamento com acordes, solando a melodia principal ou um contracanto, seja fazendo uma linha de baixo ou um efeito percussivo.

Com este método de aprendizado, os alunos conhecem e aprendem as várias possibilidades sonoras e recursos da viola caipira, além de conhecer o repertório de clássicos do gênero raiz, incluindo músicas como Chalana, Chico Mineiro, Rio de Lágrimas, Moreninha Linda, Chora Viola, entre outras. Informações sobre o Café  Musical e as oficinas podem ser obtidas pelo telefone 3481 9205.

  • Publicar no Facebook
  • Publique um Tweet no Twitter
  • Enviar por e-mail
  • Copiar URL curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
VLibras botão
Acessibilidade com Libras

VLibras

O conteúdo da Prefeitura de São Pedro pode ser traduzido para a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) através da plataforma VLibras.

Clique aqui (ou acesse diretamente no endereço - http://www.vlibras.gov.br/) e utilize a plataforma.