Cadastro para vacinação de profissionais da educação deve ser feito em site do Estado

O primeiro passo para garantir a vacinação de profissionais da Educação, prevista para ter início no dia 12 de abril, é preencher o cadastro disponível no site https://vacinaja.sp.gov.br/educacao

Nesta primeira fase serão destinadas 350 mil doses para imunizar os profissionais da educação com mais de 47 anos atuam nas escolas, desde a creche ao ensino médio, nas redes estadual, federal, municipais e privadas do Estado de São Paulo. A medida visa garantir mais segurança para o retorno das atividades presenciais nas escolas.

Os profissionais devem fazer o cadastro no site https://vacinaja.sp.gov.br/educacao, com número do CPF, nome completo e e-mail. Em seguida, o profissional receberá um link no email indicado e será necessário validá-lo para dar continuidade ao cadastro. É importante verificar se o email não foi deslocado para a caixa de spam.

No passo seguinte, o profissional deve confirmar os dados pessoais e apontar nome da escola, rede de ensino, município e cargo ocupado. Também será necessário anexar os holerites dos meses de fevereiro e março.

Na sequência, o cadastro passará por um processo de análise e, se validado, o profissional receberá em seu email o comprovante VacinaJá Educação, este documento terá um QRCode para verificação de autenticidade.

No momento da vacinação, o profissional da educação deverá apresentar o comprovante VacinaJá Educação, RG e CPF para conferência dos dados pelo profissional de saúde. Caso o usuário não apresente o comprovante VacinaJá Educação ou o seu número de CPF não conste no comprovante apresentado, não poderá ser imunizado.

Poderão ser vacinados os profissionais com idade mínima de 47 anos que atuem em escolas municipais, estaduais e particulares em todo o Estado de São Paulo e ocupem funções como secretários, auxiliares de serviços gerais, faxineiras, mediadores, merendeiras, monitores, cuidadores, diretores, vice-diretores, professores de todos os ciclos da educação básica, professores coordenadores pedagógicos, além de professores temporários.

O cadastro é o primeiro passo para imunização, porém, não significa o agendamento, mas sim uma autorização para que a pessoa possa receber a vacina. Após a confirmação do cadastro pelo Estado, os profissionais da Educação que atuam em São Pedro devem procurar a Umis para se informar sobre datas de vacinação.

Publicado em: 07/04/2021 17:05

  • Publicar no Facebook
  • Publique um Tweet no Twitter
  • Enviar por e-mail
  • Copiar URL curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
VLibras botão
Acessibilidade com Libras

VLibras

O conteúdo da Prefeitura de São Pedro pode ser traduzido para a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) através da plataforma VLibras.

Clique aqui (ou acesse diretamente no endereço - http://www.vlibras.gov.br/) e utilize a plataforma.