Boulevard ganha piso de granito, fechamento parcial e pastilha

No domingo, dia 19 de junho, foi apresentada à população a revitalização do Boulevard Anna Hermelinda Baltieri Azzine, local que abriga a Feira de Arte e Artesanato de São Pedro, com 24 expositores de produtos como bordado, roupas de tricô e crochê, bijuterias, sabonetes artesanais e produtos alimentícios. Entre as melhorias feitas no local estão a substituição do piso por granito, fechamento parcial de toda lateral da estrutura, pastilha cerâmica, pintura da estrutura metálica e substituição das telhas danificadas.

Em seu pronunciamento, o prefeito Helinho Zanatta destacou que é preciso ter o futuro em mente para planejar ações, mas sem nunca esquecer as histórias e tradições do passado. Ele citou o exemplo de dona Expedita Pereira Maciel, 75, homenageada do dia por ser a comerciante que há mais tempo oferece seus produtos na Feira de Arte e Artesanato. “São Pedro está caminhando no rumo certo. É um gigante adormecido que está acordando”, destacou.

A solenidade também foi acompanhada pela primeira-dama Carmen Lúcia Zanatta, pelo vice-prefeito Thiago Silva, secretários e coordenadores municipais, pelos vereadores Carlos Oliveira, o Du Sorocaba, Antonio Toledo, o Toninho da Sorveteria, Cássio Capellari, Luiz Azzini, Henrique de Jesus, o Ita, Ivan Teixeira e José Mário de Barros, além de outras autoridades. O padre Altair Soares fez a bênção do espaço revitalizado.

A coordenadora de Cultura, Sandra Golinelli, lembrou que há três objetivos principais da Feira: geração de renda, espaço para arte e atender turistas e moradores de São Pedro. “Em nome dos artesãos quero agradecer a revitalização deste espaço, fruto do planejamento e esforço do prefeito Helinho Zanatta” , destacou, ressaltando também que o local é palco de eventos culturais, como as apresentações da Orquestra de Violas de São Pedro, do grupo Estamos Dançando Para Não Dançar e do grupo musical InBar realizadas no dia da apresentação.

TRADIÇÃO – O vice-prefeito Thiago Silva lembrou em sua fala que dona Anna Hermelinda desenvolveu com grande amor e carinho esse importante trecho da cultura e história de São Pedro. Destacou também o grande número de obras realizadas na cidade. “Sinto grande alegria em participar de todo este processo. Na área da habitação, por exemplo, após 12 anos voltam a acontecer assinaturas de contratos de pessoas que conseguiram realizar o sonho da casa própria”.

HISTÓRIA – Dona Expedita Pereira Maciel, homenageada na inauguração, começou a vender doces caseiros na praça Gustavo Teixeira antes mesmo da criação do Boulevard, em 1982. “Fiz uma barraca de encerado e quando chovia todo mundo se protegia na minha barraca”, lembra a doceira, mãe de 11 filhos.

Hoje o negócio é coordenado pelo filho Dorival Maciel e pela nora Odila Montanari.  “O doce deu força para minha casa. Até meu marido, depois que não podia trabalhar como pedreiro, me ajudou”, conta. Abóbora com coco sempre foi um campeão de vendas, mas não faltam opções como doce de batata, banana, batata roxa, canudinho e cocada. “Meus doces já foram para Estados Unidos, França, Argentina e outros países” conta, com orgulho, dona Expedita.

  • Publicar no Facebook
  • Publique um Tweet no Twitter
  • Enviar por e-mail
  • Copiar URL curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
VLibras botão
Acessibilidade com Libras

VLibras

O conteúdo da Prefeitura de São Pedro pode ser traduzido para a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) através da plataforma VLibras.

Clique aqui (ou acesse diretamente no endereço - http://www.vlibras.gov.br/) e utilize a plataforma.