Biblioteca da Escola Gustavo Teixeira recebe o nome do professor Álvaro Luiz da Cruz Sousa

Cerimônia de nomeação aconteceu na sexta-feira, com homenagens ao docente que morreu em 2021, vítima da Covid-19

Em evento emocionante, a Emeb (Escola Municipal de Educação Básica) Gustavo Teixeira realizou na sexta-feira, 13, a nomeação de sua biblioteca, que passou a ter o nome de Álvaro Luiz da Cruz Sousa, em homenagem ao ex-professor de Língua Portuguesa da unidade que morreu em fevereiro de 2021, vítima da Covid-19. A cerimônia teve a presença de gestores da educação municipal de ensino, familiares do homenageado e apresentações artísticas de alunos e professores. Na ocasião foram celebrados, ainda, os 112 anos de fundação da instituição educacional.

“O professor Álvaro deixou um legado para a educação na cidade. Os alunos gostavam muito dele e essa homenagem, com a nomeação da biblioteca, é justa”, comentou a secretária municipal de educação, Samanta Bontorim.

A Biblioteca Álvaro Luiz da Cruz Sousa, de acordo com a diretora da escola, Angela Bego, contém cerca de 2 mil livros, de diversos gêneros, e já é utilizada pelos estudantes da instituição de ensino, tanto para leitura no local quanto para empréstimo das obras. Recentemente o espaço foi informatizadoe transferido para uma sala maior dentro da escola. A porta da biblioteca foi estilizada com imagens alusivas aos gostos do professor, como livros, tecnologia, teatro e música. Esse trabalho foi feito pelos alunos Diego Silva, Gabriel Alcuri Amado Jardim, Fernanda Cardoso e com orientação da professora Fátima Oliveira e de Jhonathan  Stato, da equipe de serviços gerais.

Foram lidas durante a cerimônia poesias do poeta são-pedrense Gustavo Teixeira e também uma de autoria de Álvaro Luiz da Cruz Sousa. A esposa do professor, Claudia Nieves Teixeira de Sousa, e o filho do casal, Gabriel Nieves Teixeira de Sousa, participaram do evento e agradeceram a homenagem.

HOMENAGEADO – Álvaro Luiz da Cruz Sousa nasceu em 5 de maio de 1971, em Ubatuba (SP). Filho do contador Jehu Teixeira de Sousa e da professora Idinéia da Cruz Sousa, aprendeu a ler aos cinco anos de idade, acompanhando a mãe no trabalho. Começou a estudar inglês na infância, aos oito anos de idade, em curso livre. Com 17 anos, ingressou no curso de Análise de Sistemas, na Unimep (Universidade Metodista de Piracicaba) e passou a trabalhar em Águas de São Pedro. Em 1994, casou-se com Claudia Nieves, com quem teve o filho Gabriel Nieves, em 1996. No início dos anos 2000, mudou-se para São Pedro e continuou ministrando aulas de inglês e softwares de computação.

Em 2009, graduou-se em Letras pela Faculdades Claretianas de Rio Claro. Em seguida, ingressou na Prefeitura de São Pedro e foi efetivado, em 2010, como professor de Língua Portuguesa na Escola Gustavo Teixeira. Destacava-se pela maneira inovadora de ensinar, buscando atualizações profissionais constantes. Em 2018, tornou-se coordenador do polo Univesp em São Pedro. Também deixou seu nome registrado em apresentações teatrais pelo município e em poemas guardados pela esposa. Ele morreu aos 49 anos de idade, em 22 de fevereiro de 2021.

 

 

Publicado em: 16/05/2022 11:54

  • Publicar no Facebook
  • Publique um Tweet no Twitter
  • Enviar por e-mail
  • Copiar URL curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
VLibras botão
Acessibilidade com Libras

VLibras

O conteúdo da Prefeitura de São Pedro pode ser traduzido para a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) através da plataforma VLibras.

Clique aqui (ou acesse diretamente no endereço - http://www.vlibras.gov.br/) e utilize a plataforma.