Alunos da rede municipal de ensino debatem uso consciente da água

Nova Imagem (1)Nova Imagem (2)Nova Imagem (3)Nova Imagem (4)Nova Imagem (5)Nova Imagem (6)    A Semana da Água, atividade que envolveu 2.000 alunos da rede municipal de ensino de São Pedro, ganhou destaque maior em 2014 por conta das condições climáticas e da crise hídrica observada em todo o Sudeste – considerada a mais grave dos últimos 70 anos. Para trabalhar o tema com os alunos, as escolas desenvolveram, desde fevereiro, diversas ações para abordar e discutir o tema. “A ideia é que o aluno se torne um agente multiplicador e assim o consumo consciente seja estimulado”, conta a coordenadora pedagógica da Secretaria de Educação e interlocutora do projeto, Sandra Baltieri. Para Sandra, mudar o hábito de um adulto fica mais fácil quando a ação é estimulada pelos alunos que passam a adotar, em casa, hábitos que evitam o desperdício de água. A ação é feita com o estímulo do Consórcio Intermunicipal das Bacias dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí, entidade sem fins lucrativos que tem como meta a recuperação dos mananciais de sua abrangência, conscientização da sociedade sobre a atual situação dos recursos hídricos e o fomento de ações que visam o consumo responsável da água. Este programa do Consórcio PCJ é desenvolvido há 20 anos com estudantes de toda sua área de abrangência. Para desenvolver as atividades com alunos de 9 a 14 anos, os professores utilizaram como recursos vídeos, sites especializados, visitas à Casa Modelo de Americana - uma casa sustentável - músicas e experiências práticas para aprofundar os estudos sobre os impactos que o ser humano causa na oferta dos recursos hídricos e propor soluções e ideias em busca do combate ao desperdício. Entre as ações desenvolvidas estão a elaboração de maquetes, cartazes, desenhos, poemas e quadrinhos, o cultivo de verduras e legumes, teatro e até um rap, batizado de rap de água, que alerta sobre a importância do uso consciente da água. Os alunos também fizeram passeios ao Horto Florestal de Tupi e elaboraram seminários, leituras, pesquisas e atividades com música sobre o tema, fizeram análises de contas de água, experiências práticas e simulações de eventos ambientais. “Na escola, os alunos e muitas vezes suas famílias, têm acesso a informações ambientais privilegiadas e oportunidade de reflexão sobre o uso racional e a conservação dos recursos naturais”, aponta Sandra no documento que relata as atividades desenvolvidas no projeto. “Ter contato com informações referentes a este tema por meio de mídias diversas é importante, porém, a reflexão profunda e a proposta de ação de que necessitamos é muito mais propensa a acontecer no ambiente escolar, com educadores compromissados com a causa e a necessidade de educar para boas ações no presente e no futuro,” complementa. O relatório aponta também que é com o intuito de melhorar o entorno em que se vive e, numa proposta mais ampla, expandir as consequências dessa melhoria a um raio territorial maior que é preciso desenvolver projetos ambientais nas escolas.      
  • Publicar no Facebook
  • Publique um Tweet no Twitter
  • Enviar por e-mail
  • Copiar URL curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
VLibras botão
Acessibilidade com Libras

VLibras

O conteúdo da Prefeitura de São Pedro pode ser traduzido para a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) através da plataforma VLibras.

Clique aqui (ou acesse diretamente no endereço - http://www.vlibras.gov.br/) e utilize a plataforma.