Abertura da Copa Amigos do Vôlei Adaptado reúne cerca de 400 atletas em São Pedro

Após dois anos sem edição devido à pandemia, aproximadamente 400 atletas se encontraram em São Pedro, no último sábado,26, para 11ª Copa Amigos do Vôlei Adaptado. Num clima de festa e de muita alegria, jogadores de vários municípios do Estado de São Paulo foram recebidos pelo prefeito Thiago Silva na abertura do evento, no Ginásio Municipal Antonio Carlos Siloto Filho, o Bordadão. 

“Fico feliz com essa retomada das atividades e, principalmente, por recebê-los aqui na cidade de São Pedro. Aproveito para convidar todos vocês para conhecerem nossa cidade, que é uma estância turística e tem muitos atrativos”, disse o prefeito, antes de declarar oficialmente a abertura dos jogos.

De acordo com a organizadora do evento e técnica das equipes masculina e feminina de São Pedro, Janaina Martins, a Copa Amigos do Vôlei Adaptado está retornando para São Pedro por conta da estrutura que o município é capaz de oferecer.

“Nesses dez anos de jogos, tivemos uma edição aqui em São Pedro. Mas, depois de várias conversas com o prefeito Thiago e com o coordenador de Esportes, Claudinei Arruda, acredito que a cidade se tornará conhecida por sediar esse grande evento esportivo”, disse Janaina.

Nas categorias feminina e masculina de 50, 58 e 68 anos, somente no sábado foram disputados 22 jogos nas quadras do Bordadão, do clube ADRS (Associação Desportiva e Recreativa Sampedrense) e Escola Municipal Ondina Mendes Parreira. “Serão 216 jogos, realizados mensalmente em outros municípios. As disputas finais serão em São Pedro, nos dias 26 e 27 de novembro”. 

Sobre a modalidade do esporte, Janaina explicou que o vôlei adaptado foi criado com o objetivo de desenvolver o aspecto cognitivo, fisiológico e social entre jogadores com 50 anos ou mais. Para essa edição, atletas de Araras, Areiópolis, Americana, Bauru, Campinas, Itapira, Limeira, Mogi Guaçu, Rafard, Tatuí, Salto, Praia Grande, Lençóis Paulista e São Pedro somam 38 equipes.

HISTÓRIA DO VÕLEI – Muito mais de socialização e novas amizades, a prática do vôlei adaptado também traz histórias românticas entre os jogadores. A aposentada Vânia Foltran, de Piracicaba, contou que conheceu seu namorado, Paulo de Tarso, de Limeira, num jogo em Praia Grande. “Ele já joga faz tempo, mas eu comecei há poucos meses, logo que me aposentei. Tudo começou numa paquera na hora dos jogos e agora estamos namorando”, contou Vânia, ao ressaltar que há mais casais entre os competidores. “Rola bastante paquera também”, conta ela.

 

 

 

 

Publicado em: 28/03/2022 16:46

  • Publicar no Facebook
  • Publique um Tweet no Twitter
  • Enviar por e-mail
  • Copiar URL curta
  • Imprimir
  • Comunicar erros
VLibras botão
Acessibilidade com Libras

VLibras

O conteúdo da Prefeitura de São Pedro pode ser traduzido para a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) através da plataforma VLibras.

Clique aqui (ou acesse diretamente no endereço - http://www.vlibras.gov.br/) e utilize a plataforma.