(19) 3481.9200
11/08/2017

Comitês PCJ aprovam mais R$ 10,1 milhões para esgoto em São Pedro

Reunião de deliberação aconteceu nesta sexta-feira, em Holambra; Saaesp recebeu o maior volume dos R$ 67,5 milhões liberados  para 22 cidades

Os Comitês das Bacias Hidrográficas dos rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí (Comitês PCJ) aprovaram nesta sexta-feira, em reunião realizada em Holambra, a liberação de mais R$ 10,1 milhões para o tratamento de esgoto em São Pedro. O Saaesp (Serviço Autônomo de Água e Esgoto de São Pedro) foi a autarquia que mais recebeu recursos no montante de R$ 67,5 milhões liberados com financiamento do Fehidro (Fundo Estadual de Recursos Hídricos) e das cobranças PCJ para 32 projetos na área de saneamento de 22 municípios.

“Nosso trabalho está focado na qualidade de vida de nossos munícipes e no meio ambiente. O tratamento de esgoto é de suma importância para nossa estância e desenvolvimento e esse investimento mostra o quanto São Pedro está empenhado com esta ação, já que fomos contemplados com a maior parte dos recursos liberados pelo PCJ em 2017”, destacou o prefeito Helinho Zanatta, que participou da reunião acompanhado do vice-prefeito e diretor-presidente do Saaesp, Thiago Silva.

Os recursos serão destinados para o tratamento de esgoto. São relativos à implantação de adequações e ampliações na ETE do Horto Florestal e implantação do sistema complementar de afastamento e vão garantir o ‘caminho’ do esgoto de bairros até a ETE. “São Pedro conquista, com esse investimento, 100% em coleta e tratamento de esgoto. A Estação de Tratamento de Esgoto do Samambaia vai começar a funcionar este ano e o segundo módulo já está com licitação aberta. Nossa meta agora será buscar investimentos para água e tentar diminuir nosso índice de perdas”, disse Thiago.

Para Barjas Negri, prefeito de Piracicaba e presidente dos Comitês PCJ, os recursos serão fundamentais para colocar em prática as metas planejadas. “Nosso papel é auxiliar as prefeituras a avançarem ainda mais e ultrapassar metas planejadas para 2020. Nossa bacia avançou, desenvolvemos no âmbito de esgoto, mas precisamos entrar em outro desafio: as perdas. Temos que trabalhar contra isso, já que o índice ainda é muito alto em nossa bacia”, afirmou.

Considerado uma das principais atribuições dos Comitês PCJ, o financiamento de projetos é realizado com recursos da cobrança pelo uso da água em rios de domínios federal e dos Estados de São Paulo e Minas Gerais (Cobranças PCJ Federal, Paulista e Mineira), e também com recursos do Fehidro (Fundo Estadual de Recursos Hídricos), formado pela compensação financeira e royalties do uso da água na geração de energia elétrica.

RECURSOS – Desde 2015, o Saaesp recebeu R$ 20,3 milhões em recursos do Fehidro. Além das obras destinadas ao tratamento de esgoto, estão nesta lista outras obras importantes como a construção da Estação de Tratamento de Lodo, que garante economia de 2,4 milhões de litros de águas por mês, antes descartados após a lavagem dos filtros utilizados no sistema de tratamento de água da ETA (Estação de Tratamento de Água) 1, responsável pelo abastecimento de 70% de São Pedro.

Translate »